Por: Ricardo Daniel Treis | 31/01/2014

volei

Jaraguá do Sul foi confirmada na manhã desta quinta-feira, dia 30, como sede do duelo entre Brasil e Itália, pela rodada de abertura da Liga Mundial de Vôlei Masculino. A realização do maior clássico do voleibol mundial na Arena Jaraguá, nos dias 23 e 24 de maio, foi assegurada por Carlos Luiz Martins, Diretor de Relações Externas da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV).

Inicialmente Martins visitou as instalações da Arena Jaraguá, ao lado do presidente da Federação Catarinense de Voleibol, Dante Klaser, e do estafe da Fundação Municipal de Esportes e Turismo. Na sequência se reuniu com o presidente da FME, Jean Leutprecht, para debater o caderno de encargos e fechar o acordo. Por fim, o grupo se deslocou ao gabinete do prefeito Dieter Janssen.

“A CBV está com a intenção de descentralizar os eventos. Para a vinda da Liga Mundial à Jaraguá do Sul, contribuiu muito a receptividade e as instalações, que realmente são ‘top’ no Brasil. Isso é muito importante para que a gente possa oferecer ao público um evento a altura”, reconheceu Martins.

“Estamos felizes pelo fato. Trabalhamos para que Jaraguá do Sul possa receber grandes eventos, com o objetivo de ter um evento de destaque a cada mês. Isso faz com que nossa Arena brilhe ainda mais e Jaraguá do Sul fique mais gigante. A economia também agradece”, enalteceu o prefeito Dieter Janssen.

“Quando vem um evento deste porte, hoje o evento máximo do voleibol mundial, é uma honra muito grande em poder estar dividindo isso com a nossa comunidade e a comunidade do voleibol”, acrescentou Jean Leutprecht, presidente da FME.

Serão realizados dois jogos em solo jaraguaense, sendo um na manhã de sexta-feira e outro na manhã de sábado. O horário é definido pela televisão, para atender a sua grade e a retransmissão para mais de cem países. Em breve a CBV deve se posicionar sobre a comercialização dos ingressos, porém já foram anunciados os valores, que irão variar de R$ 20 a R$ 80.

A vinda da Liga Mundial também reabriu a possibilidade de Jaraguá do Sul sediar a aclimatação de alguma delegação participante dos Jogos Olímpicos de 2016. “A vinda do representante da CBV nos colocou de volta em contato com o Comitê Olímpico Brasileiro. Isso nos coloca na condição de buscar aportes no Governo Federal, para novos investimentos na infra-estutura esportiva do município”, concluiu Leutprecht.


Fonte: FME