Por: Sistema Por Acaso | 2 anos atrás

A depressão ou transtorno depressivo, é caracterizado como um tipo de transtorno do humor e como o próprio nome sugere, afeta o humor. Faz com que a pessoa fique apática, sem energia e motivação para realizar atividades do seu dia a dia.

A prática do exercício físico pode ser uma alternativa saudável, para combater essa doença. Isso ocorre porque através dessa prática regular, haverá um aumento da energia e a melhora do humor.

treino

Mas você deve estar se perguntando, como a atividade física pode auxiliar no combate da depressão?

Simples. Ao dar início ao exercício físico, um estado de excitação geral do corpo vai ocorrer, isso inclui desde a ativação do metabolismo cardiovascular, alterações endócrinas no cérebro, alterações hormonais e mudanças fisiológicas, que vão se suceder por todo o organismo. Com isso, todas essas mudanças vão suscitar alterações no nosso cérebro, favorecendo alterações positivas nos estados de humor.

Nesse processo todo, existe uma substância que é o grande protagonista da história: a ENDORFINA. Quando estamos praticando um exercício físico, nosso corpo libera uma quantidade maior de endorfina, hormônio produzido pela hipófise, responsável pela sensação de alegria e relaxamento. Qualquer prática de exercício físico indica a produção automática de endorfina. Porém, a corrida sendo um exercício físico aeróbico, ou seja, mais intenso, faz com que a sensação de bem-estar, acarretando uma produção do hormônio ainda mais forte. Além disso, quanto maior o tempo praticando o exercício, mais nosso corpo produz o hormônio da endorfina, gerando cada vez mais ânimo e energia no praticante.

running-573762_640
Pode parecer controverso dizer que a corrida, algo que sabemos que vai demandar um desgaste calórico e consequentemente de energia, vai nos proporcionar exatamente, mais energia e ânimo. Quando realizamos uma hora de corrida ou de outro tipo de exercício aeróbico, ocorrerá mesmo uma redução temporária da energia, e também uma redução da tensão. Mas, após a recuperação do treino, ocorrerá uma recarga de energia.

Depois da atividade, é comum que a pessoa sinta-se cansada, com menos energia, mas por um efeito de adaptação do seu próprio organismo, mas após um tempo de recuperação, a pessoa sente-se com mais energia e mais resistente, sendo fortemente impulsionada para a ação. Quem nunca teve aquela sensação boa de dever cumprido após a atividade física? Então, é basicamente disso que falamos, o ânimo fica melhor, a sensação de dever cumprido e satisfação ficam ainda mais vivas, dessa forma, a endorfina fará com que a pessoa, após o exercício, fique mais relaxada e tranquila, deixando o humor cada vez mais estável para aquelas pessoas que praticam atividade física de forma regular. O mais importante, afasta do praticante o desânimo e a apatia, característicos da depressão.

f167687b598b4deb85a33a0af8d0083c
Porém, deve-se lembrar que não é conveniente que a pessoa diagnosticada com depressão abandone o tratamento (seja psicoterapia, com psiquiatra ou ambos) limitando-se apenas à prática da corrida. O mais adequado é que ela utilize a corrida e todo seu beneficio, para potencializar os resultados obtidos com os tratamentos convencionais.

Essa veio lá da fanpage da Estação Personal Fit, onde os profissionais disponibilizam aulas de corridas planejadas semanalmente para seus alunos. Quem aí quer começar a praticar um novo esporte, ou melhorar seu rendimento?

Dê uma passadinha lá na academia para conhecer o pessoal – ou então vai lá e aproveita pra fazer uma aula teste gratuita, é garantido que não irá se arrepender ;) .

O telefone para contato de lá é o 3373-8848 ou então 9193-8121.