Por: João Marcos | 6 anos atrás

Em São Francisco de Paula, na Serra Gaúcha, um grupo decidiu permanecer por 49 dias em retiro em meio à natureza. O objetivo é se preparar para o dia 21 de dezembro, data que, segundo o calendário da civilização maia, seria o fim de um ciclo no planeta.

A vida nas montanhas exige disciplina. Estudo, meditação e alimentação orgânica fazem parte da rotina. Eles pretendem permanecer no local até o fim de dezembro. Para os adeptos da prática, será um período de morte e renascimento. “Obviamente, existe muita distorção de que o mundo vai acabar, que haverá cataclismas, várias coisas. Mas nada disso está escrito pelos maias. Eles foram uma civilização que dedicaram toda sua existência para estudar astrofisica e tempo”, relata André Staehler, coordenador do Movimento Mundial da Paz e Mudança para o Sincronário.

Segundo André, os maias apenas calcularam o encerramento de um período baseado no Sol. Com o fim do ciclo, uma nova era estaria começando para a civilização, onde o respeito ao planeta seria fundamental. No retiro, o grupo entende que está evoluindo para viver mais ligado aos elementos da natureza.

Bom, é seilá, vamos ver qual vai ser. Tem uma reportagem em vídeo feita pelo G1 que você pode assistir clicando aqui.