Por: Ricardo Daniel Treis | 7 anos atrás

– Você, que percebeu que só te fazem perguntas difíceis porque usa óculos.

– Você, que voltou de uma festa de casamento e foi tratado por “Doutor” na loja de conveniência, só porque estava de terno. 

– Você, que se no caso acima não se ligou que te chamavam e acabou também sendo chamado de esnobe.

– Você, que se empenhou pra comprar uma picanha pra agradar os amigos e agora tem que ouvir coisas como ser um cara “de outro nível”.

– Você, que é gordinho e ninguém aceita o convite pra acompanhar no supermercado.

– Você, homem que assumiu a homossexualidade e agora recebe perguntas sobre decoração, guarda-roupa e corte de cabelo.

– Você, você, você, você, você funkeira.

– Você, que mora num bairro simples e ouve “dá quanto puder” quando pergunta o valor da vaquinha da mesa.

– Você, que trabalhou o final de semana inteiro e é chamado de preguiçoso porque chegou 10 minutos mais tarde na segunda-feira.

– Você, que “mexe com essas coisas de computador” e então é chamado pelos vizinhos toda vez que dá problema no DVD deles.