Por: | 7 anos atrás

Plenário aprovou indicação de Lorival Demathê para permitir instalação de empresas em áreas que hoje são rurais

A ampliação do perímetro urbano de Jaraguá do Sul foi debatida na sessão desta quinta-feira, 17, em razão de indicação apresentada pelo vereador Lorival Demathê (PMDB). Na proposição, o vereador sugere a ampliação do perímetro urbano, segundo ele, para atender a pedidos da comunidade. A sugestão dele é que seja ampliada até a cota 80, hoje 100 pelo Plano Diretor.

“Falo da região de Nereu Ramos e Ribeirão Cavalo. Têm casos que os pais faleceram, os filhos trabalham em empresas, e os terrenos estão abandonados. Alguns são loteamentos irregulares. Os proprietários não conseguem vender porque ninguém pode comprar. E quantas indústrias já perdemos por falta de área para instalar estas empresas”, justificou.

O vereador Jaime Negherbon (PMDB) sugeriu que toda a cidade seja transformada em perímetro urbano, a exemplo de Pomerode, e que os moradores de área agrícola sejam isentados do IPTU. “Estes moradores do interior nem no mapa estão. Se for perímetro urbano, com certeza haverá mapeamento”, comentou. Ex-secretário de Agricultura, Amarildo Sarti (PV) informou que a revisão cadastral já é feita. Ele sugeriu que o perímetro urbano poderia ser estendido até a divisa de Corupá, incluindo as margens da BR-280. “Há muitos pedidos de pessoas para investir naquela região, mas não podem por necessidade desta mudança no plano diretor”, afirmou.

O vereador Afonso Piazera Neto (PR) não concorda em transformar toda a cidade em perímetro urbano, considerando que Jaraguá do Sul possui mais de 576 quilômetros quadrados. “Vou fazer um estudo e apresentar uma indicação para alterar lei do Plano Diretor, que estabelece hoje que na área rural só pode ser implantada atividade agrícola”, disse, para quem a mudança permitirá a instalação de muitas indústrias na cidade.

Do vereador Eugênio Garcia (PSDB) partiu a sugestão para que, ao invés de ampliar o perímetro urbano, sejam criados projetos para tornar o município “mais vertical”. Além disso, que o governo implante distritos industriais.

O vereador Jair Pedri (PSB) mostrou preocupação com os impactos da ampliação do perímetro urbano, o que, para ele, pode criar um problema social. Disse que a mudança atrairá mais empresas e pessoas para a cidade, o que demandará maciços investimentos na construção de escolas, creches, projetos habitacionais, entre outros.  

A indicação foi aprovada com nove votos favoráveis.