Por: Ricardo Daniel Treis | 04/02/2014

Clima VS Humanidade – ou é o contrario?

iceberg-groenlandia

A Groenlândia está perdendo gelo para o oceano mais rapidamente do que se imaginava. Essa é a conclusão de um estudo publicado na edição desta semana da revista The Cryosphere, que avaliou a velocidade de escoamento da geleira de Jakobshavn.

O trabalho, feito por pesquisadores da Universidade de Washington e da Agência Espacial Alemã, calculou a velocidade desse escoamento em 2012 e 2013. O movimento do gelo escorrendo para o oceano (que costuma ocorrer no formato de icebergs) é algo natural das geleiras – ou glaciares – e é decorrente da força da gravidade. Mas de 2005 para cá começou a se observar que ele está cada vez mais rápido.

“Estamos vendo agora no período de verão uma velocidade 4 vezes maior a que ocorria em 1990 em um glaciar (Jakobshavn) que já se acreditava ter um dos escoamentos mais rápidos, se não o mais rápido, da Groenlândia”, afirma Ian Joughin, da Universidade de Washington, autor principal do estudo.

O verão de 2012, de acordo com os pesquisadores, atingiu o recorde de escoamento de 46 metros por dia, uma taxa sem precedentes para um glaciar na Groenlândia. A velocidade, apesar de reduzida nos meses de inverno, fez com que a taxa média anual já seja 3 vezes mais rápida que a registrada nos anos 90.

Mais gelo no oceano contribui para uma maior elevação do nível do mar, lembram os cientistas. “Já sabemos que de 2000 a 2010 este glaciar sozinho elevou o nível do mar em cerca de 1 mm. Com o aumento da velocidade de escoamento, é provável que ele contribua ainda mais na próxima década”, diz Joughin.

Acredita-se que foi de Jakobshavn que foi produzido o iceberg que afundou o Titanic em 1912.


Via Estadão.