Por: Deivis Chiodini | 3 anos atrás

O UFC 188 chega nesse sábado diretamente da Cidade do México. Com as seguintes lesões de Cain Velasquez, o UFC foi obrigado a criar um cinturão interino, que o brasileiro Fabricio Werdum conquistou vencendo Mark Hunt. Agora, Velasquez e Werdum se enfrentam no segundo evento do UFC no México para unificar o cinturão dos pesados.

ufc

No mesmo evento Gilbert Melendez e Eddie Alvarez fazem o co-main event numa luta que promete  tirar o fôlego. Destaque também para o duelo entre Kelvin Gastelum e Nate Marquardt.

O card tem inicio às 20h, com transmissão do Canal Combate. Abaixo um raio X completo da disputa de cinturão:

BIOGRAFIA
O campeão linear Cain Velasquez tem 32 anos e treina na equipe AKA, junto com Luke Rockhold, Daniel Cormier, entre outras feras.Pesa 109 quilos, tem 1,85m de altura e sua envergadura é de aproximadamente 1,98m. Velasquez foi do time de wrestling da Arizona State, sendo quarto colocado no campeonato nacional em seu último ano de faculdade. É faixa preta de jiu jitsu de Leandro Vieira. Já no MMA, fez apenas duas lutas antes de estrear no UF. Seu cartel no MMA profissional é de 13 vitórias e uma derrota, sendo 11 por nocaute e duas por decisão. Suas principais vitórias são sobre Minotauro, Brock Lesnar, Pezão (2X) e Júnior Cigano (2X).

17301620

Já o gaúcho Fabrício Werdum, dono do cinturão interino, tem 37 anos e treina na equipe Kings MMA, do mestre Rafael Cordeiro e junto com Rafael dos Anjos, Mauricio Shogun e outros lutadores do UFC. Pesa 110 quilos,Tem 1,93m de altura e sua envergadura é de 1,97m. Fabrício é um dos mais renomados lutadores de jiu jitsu da história, sendo bicampeão do mundial na faixa preta e bicampeão do ADCC. Também é faixa preta de judô e muay thai. Werdum estreou no MMA em 2002, já tendo passado por Jungle Fight, Pride e Strikeforce. Werdum tem um cartel de 19 vitórias, 5 derrotas e 1 empate. Destas vitórias, 4 vieram na decisão,6 por nocaute e 9 pela especialidade da casa, finalização. Suas principais vítimas foram Alistair Overeem,Minotauro, Roy Nelson, Travis Browne, Mark Hunt e principalmente Fedor Emelianenko, quebrando 10 anos de invencibilidade do russo.

TROCAÇÃO
Wrestler de origem, Cain na parte de pé tem como destaque um kickboxing de muita agressividade e volume, bem como alto poder de nocaute. Ele aproveita a preocupação de seus adversários em defender suas quedas para combinar muito bem chutes e socos de alto impacto, caminhando pra frente e golpeando. Isso foi muito visto nas lutas contra Júnior Cigano, que mantinha a guarda baixa pra evitar as quedas e foi brutalmente espancado na troca de golpes. Ele gosta também de trabalhar o dirty boxing do clinche, mas contra Werdum, esse trabalho na curta distância é mais arriscado.

Velasquez-Cigano-645x385

Werdum foi basicamente um grappler até ser nocauteado por Cigano em 2008 e demitido do UFC. Dali em diante sua carreira deu uma guinada e hoje ele mostra capaz de trocar contra qualquer um, como na sua ultima luta, nocauteando um ex campeão do K-1 como Hunt, com uma joelhada voadora. Dono de um muay thai com sólidas combinações de socos e chutes, muitos dos quais no corpo, Werdum tem um thai clinche brutal, com joelhadas e cotovelos afiados, o que pode inibir o jogo de grade de Cain.

LUTA AGARRADA
Dono de um wrestling capaz de derrubar um mamute como Brock Lesnar, Cain ataca nas quedas de todos os lados. Com um ritmo infernal, ele queda seja acinturado, seja nos double e single leg perfeitos, com timing perfeito. Uma vez no chão, se as tentativas de submissão ou progressão de posições não são muitas, o controle posicional é fenomenal, sendo perfeitamente complementado por um ground and pound as vezes frenético outras calmo e metódico, mas sempre muito eficiente, de onde saíram grande parte das suas vitórias. Vale frisar que Cain não tem medo de ficar dentro da guarda de nenhum adversário, mas nunca enfrentou alguém com o jiu jitsu de Werdum de costas pro chão (Minotauro foi nocauteado de pé).

TUF-Brasil-2-Finale-Fabricio-Werdum-Rodrigo-Minotauro

Werdum tem o melhor jiu jitsu da divisão e um dos 5 melhores do UFC. Se no clinche ele não tem medo por trabalhar seu muay thai, no chão ele é aterrorizante. Por cima, ele costuma pesar muito bem e seus giros são impressionantes para um homem de 110 quilos. A facilidade para pegar as costas é absurda,e uma vez com o cadeado fechado na cintura, ele senta a marreta até abrir uma brecha no pescoço ou mesmo no braço. De costas pro chão, umas das guardas mais ativas e efetivas do esporte. Caso Cain resolva trabalhar na curta distância, Werdum deve trabalhar sua guilhotina, que é muito perigosa.

CONDICIONAMENTO FÍSICO E PSICOLÓGICO
Cain Velasquez é uma fenômeno do ponto de vista do condicionamento físico. Nenhum peso pesado consegue imprimir um ritmo tão forte de luta como Cain impõe. Pressão, clinche, quedas, bate, e volta tudo de novo. Uma máquina. Do ponto de vista psicológico, a única vez que o vimos “travado” foi numa situação como a de hoje, de longa inatividade, o que o fez perder o cinturão para Cigano.

Se Werdum não tem o cardio de Cain, ele já demonstra grande evolução, sendo capaz de lutar 5 rounds contra Travis Browne sem maiores percalços. Teremos que ver como ele se sairá frente a pressão de Cain e quanto isso afetará seu cardio. Do ponto de vista psicológico, Werdum não parece de abater com adversidades e ainda gosta de provocar seus adversários, tentando os fazer errar.

PROVÁVEL ESTRATÉGIA
É bem provável que Cain tente manter a luta na trocação, se movimentando e saindo das combinações de Werdum. Sempre que possível, colocando o brasileiro na grade, batendo no clinche e saindo, evitando uma puxada pra guarda ou queda de quadril dessa posição.

158869305-jpg_1731001

Para Werdum, sem dúvida, trabalhar na longa distância na trocação é uma chave, evitando a pressão de Cain, combinando chutes e socos. Quando Cain encurtar, tentar colocar a luta para baixo e usar seu jiu jitsu de elite.

ARMA “SECRETA”
Cain pode usar seu poderoso overhand de direita, trabalhando alguma combinação do kickboxing ou simulando uma entrada em queda e soltando a mão pesada…

O muay thai de Werdum evoluiu muito, e uma nova joelhada voadora em Cain pode aparecer, mas vejo mais duas armas: O chute no corpo, terminando uma combinação. Ou a guilhotina de pé, no minimo descuido do campeão.