Por: Anderson Kreutzfeldt | 07/02/2014

Brazil-Flag-Art-Desktop-Wallpaper

Este vídeo, preparado por um brasileiro titular de um canal no YouTube, pretende mostrar a estrangeiros, em inglês, a “realidade brasileira” que espera os visitantes que virão à Copa de 2014.

Embora saibamos das inúmeras carências do país — que, aqui neste blog, neste site e nesta revista não cansamos de apontar –, o vídeo mostra um Brasil pavoroso, muito pior do que na verdade é. Parece que nada, absolutamente nada presta em nosso país, quando sabemos que não é isso.

É verdade que o Brasil exibe índices de desenvolvimento humano ainda absurdos, que as desigualdades sociais são abissais — apesar dos progressos havidos –, que a impunidade é uma praga e uma vergonha, que nos revolta e nos desilude.

É também verdade que temos instituições que funcionam muito mal, como o Judiciário, polícias mal equipadas, mal pagas e, em vários casos, expostas à corrupção, governos ineficientes e uma ladroagem na máquina pública que nos humilha diante dos países desenvolvidos do mundo e enfurece os cidadãos de bem.

O vídeo, porém, só reuniu uma seleta do que temos de pior, do mais fundo do poço.

O Brasil será só isso? Não tem NADA mais?

Não é preciso ser um babaca ufanista para constatar que não é assim.

Não somos, é claro, uma Austrália ou um Canadá, mas também não somos a caricatura de país exibido no vídeo.

Vejam e julguem por vocês mesmos. Se quiserem, comentem.

[youtube_sc url=”http://www.youtube.com/watch?v=Tb7cAwd-cSI” autohide=”1″]

via VEJA