Por: João Marcos | 4 anos atrás

Um vazamento de amônia foi registrado em uma empresa de Jaraguá do Sul no final da tarde de ontem, no Bairro Ilha da Figueira.

A brigada de incêndio interna conseguiu isolar a área, evitando qualquer contaminação aos funcionários. Os Bombeiros foram acionados e confirmaram os corretos procedimentos e controle do produto químico, que se transforma em vapor e pode provocar irritação na pele.

A amônia é uma substância produzida em grandes quantidades por sociedades químicas. Fica queimado quando a condensação do ar atinge valores entre 16 e 25% e é inflamável quando atinge a temperatura de 651°C. Estes dois valores mostram que o risco de inflamação da amônia é muito limitado. São estas características que fazem da amônia uma substância muito útil na área da refrigeração. A título de curiosidade pode também referir-se que a amônia está também presente nos sistemas de refrigeração e controle térmico nas estações espaciais.

Apesar das vantagens, a amônia apresenta também alguns riscos:

Ingestão: Perigoso. Os sintomas incluem náusea e vômitos, causando danos aos lábios, boca e esôfago.

Inalação: Os vapores são extremamente irritantes e corrosivos.

Pele: Soluções concentradas podem produzir queimaduras severas e necroses.

Olhos: Pode causar danos permanentes, inclusive em quantidades pequenas.

Urina humana: A urina é normalmente estéril quando é expelida e tem apenas um vago odor. O cheiro desagradável de urina deteriorada deve-se à ação de bactérias que provocam liberação de amônia.

Com infos via Plantão Policial