Por: Sistema Por Acaso | 05/02/2016

Todos nós fazemos viagens, seja a trabalho ou passeio, um fim de semana fora de casa é inevitável em algum momento. Mas se você tem um pet, e neste caso um gato, acaba se perguntando como ele vai ficar sozinho em casa.

Antes de mais nada é preciso avaliar as condições físicas do bichano. Ele está saudável? Passou por alguma cirurgia recentemente? Essas questões são fundamentais, pensando no local onde você deixará o pet durante esses dias.

Dicas

– A opção ideal é que o gato fique em casa e alguém conhecido passe por lá a cada três dias para repor-lhe a água e a comida, assim como para verificar que tudo está correto e fazer-lhe um pouco de companhia.

– Se puder contar com alguém, é preferível que seja uma pessoa que o gato já conheça anteriormente, uma vez que de outra forma poderá sentir-se assustado com um estranho entrando em casa quando o seu dono não está.

– Deixe as tigelas cheias de ração para o gato se ir alimentando. Não teremos o problema da possibilidade do animal comer toda a comida de uma vez, porque os felinos agem com contenção neste sentido.

– Para deixar o gato sozinho durante uma semana temos de lhe colocar, também, duas tigelas cheias de água. Deverá deixar alimento e comida suficiente para três dias e, passado este tempo, uma pessoa deverá ir repor.

– Deixe todas as portas do interior da casa abertas e trancadas com cadeiras ou outros móveis para evitar que uma corrente de ar as possa fechar e o gato fique fechado num sítio onde não tenha acesso à comida e à bebida.

– A segunda alternativa para deixar o gato sozinho durante uma semana é levá-lo para casa de um amigo. Temos de ter em conta que, neste caso, corremos o risco do animal não se adaptar e tentar escapar, além de muitas possibilidades de poder causar estragos com as suas unhas nos móveis e cadeiras.

– Nos últimos anos, surgiram novos negócios que são hotéis para gatos. É uma opção um pouco cara, mas que nos pode livrar numa situação de apuro. Temos de ter em conta que, se o nosso gato não está habituado a estar em contato com outros animais, pode-se sentir ameaçado e estranho.

Fonte.