Por: Gabriela Bubniak | 1 ano atrás

Dois dos violeiros mais atuantes do Brasil vão estar em Jaraguá do Sul nesta quarta-feira (13). Eles vão trazer o show “Viola Caipira Duas gerações, que une tradições e modernidades do instrumento.

A apresentação é gratuita e está marcada para acontecer às 20h no Teatro Sesc. A distribuição de ingressos vai acontecer uma hora antes, no local do show.

Os músicos são considerados hoje dois dos violeiros mais populares no país. O CD “Viola Caipira duas gerações” vem com 12 faixas instrumentais e a participação de três convidados: Marcelo Berzotti no baixo, André Rass na percussão (ambos do grupo Matuto Moderno) e Sérgio Turcão, também no baixo.

Traz composições próprias e algumas regravações com forte influência latina, já que Cachoeira aprendeu e incorporou o estilo quando conviveu com músicos bolivianos.

O Sesc Jaraguá do Sul fica na Rua Jorge Czerniewicz, 633, no Bairro Czerniewicz.a

Veja um pouco do trabalho deles

José Pereira de Souza (Índio Cachoeira)
Índio Cachoeira é o maior violeiro da cultura tradicional caipira do Brasil. Nascido em 1952, em Junqueirópolis (SP), divisa com Mato Grosso do Sul. Ex-motorista de ônibus do município de Guarulhos. É um virtuose na viola caipira, admirado por nomes como Ivan Vilela, Rui Torneze, Paulo Freire, e o guitarrista americano Woody Mann.

Formou sua primeira dupla com Tião do Gado (hoje Carreiro, da dupla Carreiro e Carreirinho). Em 1995 tornou-se o Pajé, da dupla Cacique e Pajé, onde atuou e gravou por cinco anos. Além disso, seguindo a tradição dos velhos violeiros, fabrica a sua própria viola e outros instrumentos como o que ele chama de Canaã, uma pequena viola de 15 cordas, além de harpas, violões e cavaquinhos.

Ricardo Vignini
Nascido na capital de São Paulo é um dos violeiros mais atuantes do Brasil. É também produtor e pesquisador de cultura popular do sudeste. Gravou cinco CDs ao lado da banda Matuto Moderno e participou dos principais eventos sobre a viola no Brasil. Integra o duo Moda de Rock com o violeiro Zé Helder, obtendo grande repercussão nacional e internacional, apresentando versões de músicas de Jimi Hendrix, Metallica e Led Zeppelin.

É endorser da corda de viola americana D’Addario no Brasil. Dividiu o palco com artistas americanos como Bob Brozman – turnê brasileira em 2003 – e Woody Mann, em 2006 e 2008. Entre gravações e apresentações também trabalhou com Lenine, Zé Geraldo, Spok, Lucio Maia (Nação Zumbi), Renato Teixeira, Liminha, Pena Branca, Pepeu Gomes, Kiko Loureiro, André Abujamra, Ivan Vilela, Os Favoritos da Catira, Pereira da Viola, Carreiro, Levi Ramiro, Andreas Kisser, Matuto Moderno, Paulo Simões.