Por: João Marcos | 5 anos atrás

Ficar pagando pau pra quem é de fora é fácil, mas o que os músicos, produtores, marcas, estúdios de lá tem que nós não temos? Já tinha falado aqui esses dias de mais uma coleção foda que a Alamo lançou em conjunto com a Firmorama. Só que agora com a produção de vídeo e imagens da Black House e todos abastecidos pela Stannis, tudo de xáraguá, trampo fino mesmo.

Ontem e hoje fiquei contentaço com dois vídeos que vi e me senti na obrigação de compartilhar. O primeiro foi o de uma banda daqui chamada A Outra Ordem, que com uma ajuda presença do Paraba, lançaram sua primeira música de trabalho. Uma pegada HC/Screamo, foda demais, fui num showzão que fizeram na garagem do Nens dias desses, e não lembro de ter sentido vibe tão massa em qualquer outro lugar aqui na cidade. Quem acompanha a cena da rapazeada, mesmo que não tão presente como eu, sabe o trampo que é se manter e também o prestigio que é ver tudo pronto. É na base daquela velha máxima de que a união faz a força, sacomé? Dá o play:

[youtube_sc url=”http://youtu.be/Q35Exr2YKXk” width=”640″ autohide=”1″]

Outros que me mataram de orgulho foi um trampo lindaço que o Fabio Kons motherfucker production’s e os irmãos Witt’s fizeram. Matheus é o nome desse guri de meikilo, que mandou benzaço nesse puta cover de Ace of Spades. Enquanto ele queimava a palheta, Fabio e João já discutiam como deixar ainda mais duka essa apresentação. E o resultado:

[youtube_sc url=”http://youtu.be/wrHwbH1aAak” width=”640″ autohide=”1″]

Valorizar, acompanhar e apoiar o que é daqui.