Por: Gabrielle Figueiredo | 27/11/2015

Desde 2013, Morgana Andrade, conhecida como Andarilha do Bem, vem realizando um trabalho social invejável pelas BRs brasileiras.

Morgana percorre o Brasil com sua Sprinter 97 e chega a casas de difícil acesso para entregar doações de roupas, alimentos, brinquedos e até doces às famílias e crianças que vivem em condições precárias. A ajuda, muitas vezes, é a única que chega nesses locais.

1374153_1402695969960092_376591251_n

Mas, além disso, Morgana faz o outro trabalho: promove a visibilidade dessas pessoas esquecidas. Por meio de sua página no Facebook é possível acompanhar as histórias de vida de quem cruza seu caminho.

Foto: Divulgação Andarilha do Bem

Foto: Divulgação Andarilha do Bem

Dona Regina, 49 anos, caminhava lentamente na frente de sua casinha. Quando parei, inicialmente se assustou, mas logo veio me encontrar quando contei que tinha mantimentos para doar. Sinceramente não sei como vivem num lugar onde a terra é seca, sem energia elétrica, longe do vilarejo. Dona Regina mora com um filho de 20 anos, disse que tem mais quatro filhos mais velhos e que faz muitos anos que não tem notícias deles. Ela vive do plantio da mandioca, que também não entendo como os poucos pés de mandioca resistem a seca. Num abandono total, eles moram num BR secundária da BR 142. Próxima cidade é Jussiape, Bahia.

Depois de custear este projeto desde a sua criação, a Andarilha do Bem precisa de contribuições para continuar realizando o trabalho. E neste sábado, dia 28, você pode auxiliar e conhecer pessoalmente a Morgana, que estará em Jaraguá do Sul para participar de um pedágio, realizado na SNC Jaraguá, (localizada na Rua Domingos Rodrigues da Nova, 462, Centro), a partir das 10h.

Lidiane de Carvalho Atala conheceu o trabalho de Morgana por uma amiga e é uma das responsáveis por organizar a ação no município. A meta é arrecadar alimentos para a montagem de 300 kits. Até o momento já foram montados 200.

andarilha do bem 3

Essa simpática pérola negra, chamada Ernestina, ao ver a bonecona que ia ganhar quase deu um treco nela kkk Ficou tão feliz, seu sorriso era contagiante, sua preocupação era não sujar os pezinhos da boneca na terra. Ernestina, 4 anos, ganhou bolachas, macarrão e roupas. E eu ganhei um beijo demorado.

As doações podem ser arroz, feijão, bolachas, sabonetes e doces (balas, pirulitos, pipoca doce pequena, paçoca, pé de moleque, exceto chocolates e doces que derretam). Lidiane frisa que bolachas e sabonetes estão como as prioridades no momento.

Para quem quiser contribuir, também há a possibilidade de fazer um depósito para a conta da Associação Andarilha do Bem, criada para facilitar na hora das arrecadações.

Associação Andarilha do Bem

Banco do Brasil
Agência: 4229-3
Conta: 27.078-4
CNPJ: 20. 174.536/0001-30