Por: Sistema Por Acaso | 4 anos atrás

2013_07_15-Marcio-Silveira-Benyamin-Parham-IPLAN-em-2-1024x680

Foi lançado na tarde de segunda-feira (31) o projeto piloto da Nova Junta Catarinense, uma parceria da Junta Comercial do Estado de Santa Catarina (Jucesc) e Prefeitura de Jaraguá do Sul. O projeto, já em andamento na cidade, visa facilitar o processo para abertura de empresas e a atualização do sistema informatizado Regin. O evento contou com a participação do governador Raimundo Colombo e do prefeito Dieter Janssen.

A execução da Nova Junta inicia em Jaraguá do Sul, pois o município já vem adotando desde o ano passado medidas para acelerar o processo de abertura de novos negócios. A experiência será levada para todo o Estado. De acordo com o presidente do Instituto Jourdan, Benyamin Parham Fard, os setores responsáveis pela abertura de empresas se uniram e formaram um plano com 11 medidas a serem seguidas. “São ações para desburocratizar o processo. Colocamos em prática a tabela de análise de riscos, o que facilita e agiliza tudo”, conta. Benyamin defende que este é o grande diferencial da proposta, pois as atividades foram tabeladas e os riscos avaliados. Através da Classificação Nacional de Atividades Econômico – Fiscal (CNAE), cada um dos setores da Prefeitura define se a atividade tem ou não risco. Aqueles que são de baixo risco, agora não precisam mais tramitar entre as Secretarias e passam diretamente para a emissão do alvará. “Essas medidas tornam o ambiente de negócios favorável, atraindo novos negócios, gerando empregos e aumentando a renda de quem mora aqui”, afirma Benyamin.

O diretor de Desenvolvimento Econômico do Instituto, Márcio Silveira, comenta que a iniciativa já mostra eficácia. Em 2012, 60% dos processos para abertura de empresas demoraram mais de 30 dias para serem concluídos. No ano passado, mais de 70% das empresas levaram menos de 30 dias e em fevereiro deste ano a espera caiu para cinco dias. Com a implantação de um novo software para a abertura de empresas na Prefeitura, ele estima que a média fique entre três a cindo dias.

Fonte: Jornal O Correio do Povo.