Por: João Marcos | 5 anos atrás

Ele é a última figura remanescente do clã Ban, uma linhagem de ninjas com mais de 500 anos de existência. Jinichi Kawakami é um engenheiro aposentado que já está na casa dos 63 anos de idade e é considerado o último ninja real do Japão.

[youtube_sc url=”http://youtu.be/ZQrPXQT7voI” width=”640″ autohide=”1″]

Kawakami diz que começou a praticar a arte do Ninjutsu, com seis anos. Ele era apenas um menino quando começou a treinar com mestre Masazo Ishida — um homem vestido como um monge budista — e nem sequer percebeu o que estava aprendendo até anos mais tarde.

Ele foi obrigado a suportar condições extremas de calor e frio, bem como a dor e a fome. Para melhorar sua concentração, teve que olhar para o pavio de uma vela até que ele tivesse a sensação de estar dentro da chama. Teve também que aprender a ouvir o som de uma agulha caindo no chão de madeira. Ele subia paredes, pulava de grandes alturas, adquiriu grandes conhecimentos sobre produtos químicos e fabricação de explosivos ao mesmo tempo em que estudava para aprender psicologia.

“O treinamento era difícil e doloroso. Não foi divertido, mas eu não sabia muito bem por que eu estava fazendo isso. O treinamento foi feito para ser parte da minha vida.”

Jinichi, em entrevista à AFP

Pouco antes de completar 19 anos, Kawakami herdou o título de seu mestre e, junto com a honraria, ficou também com seus velhos pergaminhos e ferramentas. Embora ele não reivindique o título de “o último ninja” para si — procurando evitar conflitos com outros pretendentes e céticos –, ele é reconhecido como o último mestre ninja verdadeiro do Japão.

Falando sobre o que é ser um ninja de verdade e suas reais implicações, Jinichi Kawakami disse que o segredo de Ninjutsu está mais em pegar as pessoas de surpresa em vez de envolvê-los em combate, como se vê nos filmes mais modernos.

“Os seres humanos não podem estar em alerta o tempo todo. Há sempre um momento em que eles estão com a guarda baixa e você tem que saber pegá-lo.”

O ninja tem que explorar as fraquezas para enganar oponentes maiores ou mais numerosos, além de usar táticas de distração para permitir uma fuga rápida. Ele precisa se ocultar e se mover silenciosamente até que ele atinja seu alvo. Mesmo tendo mais de meio século de experiência, muitos dos antigos ensinamentos permaneceram um mistério. Algumas tradições só foram passadas ​​de boca em boca e, por isso, fica difícil saber se eles foram alterados ao longo dos anos.

Jinichi-Kawakami2-550x795

 

Outras técnicas simplesmente não podem mais ser praticadas hoje em dia.

“Nós não podemos experimentar formas de assassinatos ou venenos. Mesmo seguindo as instruções para fazer um veneno, não podemos testá-lo.”

Mesmo tendo um emprego e uma vida normal, Jinichi Kawakami nunca parou de praticar o Ninjutsu. Mas ele nunca assumiu nenhum aprendiz para transmitir o legado do clã Ban, o que significa que os seus segredos morrerão com ele.

“Ninjas simplesmente não se encaixam nos dias de hoje.”

Forte. Que frase forte pra se ouvir de um ninja.

Via PdH