Por: Sistema Por Acaso | 30/01/2013

No próximo domingo chegamos a mais um Super Bowl e com ele um mega evento do UFC no dia anterior. Nesse post vamos falar sobre o UFC e no próximo sobre o Super Bowl.

E esse ano o UFC não economizou, vem com um card de arrasar.

Temos algumas boas lutas no card preliminar, inclusive com a participação do brasileiro Gleison Tibau, porém nada que vá mover o mundo.

Porém, quando chegamos ao card principal, ai meu amigo, a chapa esquenta e muito. Vamos analisar luta a luta e eu vou me arriscar a palpitar:

Joseph Benavidez x Ian McCall (Peso Mosca):A luta que abre o card principal tem um duelo entre o homem que lutou pelo cinturão inaugural dos moscas (Benavidez) contra o que foi derrotado na semifinal do torneio que definiu o cinturão (McCall). Os dois foram derrotados pelo campeão Demetrious Johnson e uma vitória pode colocar o vencedor na disputa pelo cinturão novamente.
Como toda luta do peso mosca, muita velocidade no octógono é o que se pode esperar. Os dois lutadores tem um bom jogo em pé, na trocação, porém no chão a uma clara superioridade de Benavidez tanto no Wrestling quanto no seu Jiu Jitsu, com um arsenal maior de finalizações.
Palpite: Benavidez vai abafar McCall no chão e conseguir o nocaute técnico no terceiro round.

Jon Fitch x Demian Maia (Peso Meio Médio): O sempre conhecido jogo de “amarração”, tão contestado porém eficiente, de Fitch terá uma prova duríssima no próximo sábado, contra Demian Maia. Fitch vem de uma luta duríssima com Erick Silva no último UFC Rio, onde sobreviveu a várias finalizações e quase finalizou em algumas outras. Isso pode lhe dar confiança pra trabalhar no solo, porém Demian está em outro patamar com seu Jiu Jitsu. Após descer para categoria dos meio médios, Demian reencontrou seu melhor jogo no chão, deixando de investir na trocação e conseguiu vitórias rápidas sobre Rick Story e Dong Hyum Kim por finalização. A trocação não é forte de nenhum dos 2 atletas, porém Fitch leva uma pequena vantagem nesse quesito. Caso opte para ir para seu jogo de Wrestling, mesmo ficando por cima, correrá sérios riscos contra um ex campeão mundial de Jiu Jitsu como Demian e suas vastas alternativas nas raspagens e em golpes na guarda mesmo, como o triângulo e chaves de braço.
Palpite: Demian vai escalar as costas de Fitch e conseguirá uma finalização no segundo round

Alistair Overeem x Antônio “Pezão” Silva (Peso Pesado): Um duelo de gigantes. Oveereem volta após uma suspensão por doping (e ele sempre sofrerá com as desconfianças do mesmo, visto sua brutal mudança física de 2006 em diante), porém tem grandes chances de conseguir um title shot caso vença bem essa luta. Pezão vem de boa vitória sobre Travis Brownie, se recuperando de sua estréia com derrota no UFC, diante de Cain Velasquez. Pezão tem um jogo de chão melhor e Overeem costuma se complicar com as costas no chão. Apesar de também ter a mão pesada, na trocação a vantagem é ampla para o holandês, que já foi inclusive campeão do K-1 (maior evento de trocação do mundo). Com um belo repertório de chutes e socos, Overeem deve levar vantagem facilmente em pé, caso Pezão não tenha efetividade em colocar para baixo ou queira trocar. Destaque também para o grande número de finalizações do holandês por guilhotina (estrangulamento pela frente do pescoço), que ele costuma aplicar quando o adversário está combalido pelos seus chutes e socos.
Palpite: Acredito que Overeem esteja um nível acima de Pezão nesse momento, que ao meu ver, tem muito “hype” ao seu redor. Overeem por nocaute no primeiro round.

Rashad Evans x Rogério “Minotouro” Nogueira (Peso Meio Pesado): 2 grandes lutadores em busca de alçar voos maiores no UFC, após períodos de lesão. Rashad fez sua última luta em abril, quando desafiou e perdeu para seu desafeto Jon Jones, na luta que valia o cinturão. Minotouro vem de boa vitória sobre Tito Ortiz em dezembro de 2011(!), porém perdeu 2012 inteiro por uma cirurgia no joelho. Os 2 tem uma padrão de boxe muito bom, porém Minotouro tem um pouco mais de poder de nocaute, mais punch. Porém o jogo de pernas e a velocidade para entrar e sair dos golpes de Rashad são muito eficientes no jogo em pé. No chão, Minotouro é um faixa preta de Jiu Jitsu muito mais experiente e com melhores chances de finalização. Porém, no Wrestling, Rashad tem uma superioridade muito grande, e acredito que dificilmente será derrubado e ficará com as costas no chão. Acredito que por estar menos tempo parado e ter um já conhecido gás melhor, Rashad terá uma pequena vantagem nesse combate.
Palpite: Adoraria errar esse palpite, porém acredito que o jogo de abafa e de ground and pound de Rashad fará a diferença e ele vencerá por pontos.

José Aldo x Frankie Edgar (Peso Pena): Ah, a luta que muitos fãs queriam ver a anos. Valendo o cinturão dos penas. De um lado o guerreiro quem não desiste jamais, Frankie Edgar. Do outro, o sempre devastador, quase selvagem José Aldo. Tem tudo para ser épico.
Edgar baixou de peso após perder o seu cinturão e também a revanche para Ben Henderson na categoria dos leves, e de cara já ganhou o direito de enfrentar o campeão José Aldo. Muitos sempre acreditaram que essa era sua categoria correta, visto sua altura e envergadura. Porém, como os resultados eram bons, ele se mantinha no peso de cima. Frankie Edgar é um lutador com muito pulmão, daqueles que parece que o gás não irá acabar nunca, além de ter um queixo de pedra. No chão, defende bem finalizações e arrisca algumas (é treinado no chão pelo brasileiro Ricardo “Cachorrão” Almeida). Porém, seu forte é jogo de Wrestling, derrubando e caindo por cima do adversário e o seu jogo de trocação, onde costumar pontuar bem, usando sua velocidade. Porém, tem dificuldade em finalizar as lutas, tendo apenas 3 nocautes nas sua 21 vitórias. Além do que a já citada velocidade pode ser uma arma menor numa categoria mais leve.
Ele terá pela frente um dos lutadores mais dominantes dos últimos anos no MMA. José Aldo está invicto desde 2005 e tem um estilo de luta muito agressivo,visceral, que empolga e muito os fãs. Treinando com a equipe Nova União, do mestre Dedé Pederneiras, Aldo consegue ser um lutador praticamente completo. Faixa preta de Jiu Jitsu, mesmo não tendo muitas finalizações no currículo, sempre impõe respeito no chão, onde já mostrou ser casca grossa. Defende muito bem as quedas, evitando assim o jogo dos wrestlers, como já provou em lutas contra Chad Mendes e Urijah Faber. Em pé, é muito dominante, sendo conhecido pelos seus famosos “low kicks” (chutes nas pernas), que são de uma potência devastadora. Discípulo de Pedro Rizzo no Muay Thai, além de ser um grande striker, Aldo tem um instinto para finalizar as lutas muito grande. Dificilmente um oponente sobrevive a um knockdown seu.
Palpite: Com certeza a luta mais dificil de Aldo até hoje. Com certeza Edgar irá dar muito trabalho, porém acredito que seu fraco poder de punch pesará contra e Aldo aproveitará uma brecha para conseguir um nocaute técnico no 3° round.

Por Deivis Chiodini