Por: Deivis Chiodini | 5 anos atrás

O UFC volta a Belo Horizonte nessa quarta feira, em noite que se o mineiro Glover Teixeira conseguir vencer Ryan Bader na luta principal, terá sua oportunidade pelo cinturão dos meio pesados. No co-main event, Ronaldo Jacaré terá o ex desafiante dos médios Yushin Okami e uma boa vitória pode colocar o mesmo próximo a sua disputa de cinturão. Como todo evento no Brasil, um card lotado de brazucas. No card preliminar, fique de olho nas luta do estreante e ex detentor do cinturão do Jungle Fight, Ivan “Batman”, entre os meio médios.

Marcos “Vina”Pancini x Ali Bagautinov (categoria dos moscas): O ex participante do TUF 1, Marcos Vina faz sua estréia na categoria dos moscas contra o prospecto russo e estreante no UFC, Ali Bagautinov. Vina vem de derrota pra Johnny Bedford e já entrará no octógono pressionado, precisando da vitória. O brasileiro é um lutador limitado que tem em seu principal foco a trocação, apesar de um jogo de chão razoavelmente bom. Bagautinov tem um bom boxe, mas seu jogo nessa quarta deve ser derrubar, usar suas habilidades no sambo (luta russa, muito similar ao wrestling e o jiu jitsu) e tentar controlar a luta por cima, pontuando no ground and pound e esperando uma brecha para finalizar. Vina, se quiser vencer, precisa estar com a defesa de quedas em dia.
Palpite: Vou de Bagautinov por decisão, controlando a luta.

Rafael “Sapo” Natal x Tor Troeng (categoria dos médios): Rafael “Sapo” volta a lutar no Brasil, buscando conseguir um cartel mais regular na organização e terá pela frente o estreante sueco Tor Troeng. Sapo terá que mostrar mais que apenas o feijão com arroz mostrado no UFC Jaraguá e terá um oponente com um bom jogo de chão, mas nada comparável ao seu. Por la, Rafael deve buscar suas conhecidas finalizações, evitando a esquerda potente do sueco. Tor deve apostar no seu bom condicionamento físico, controlando a luta na distância e tentando levar por pontos.
Palpite: Sapo leva essa por finalização no 2° round.

Francisco Massaranduba x Piotr Hallmann (categoria dos leves): O ídolo do público do TUF 1, Francisco Massaranduba tenta emplacar sua 3° vitória consecutiva na organização e terá pela frente o polonês Piotr Hallman, que deve apostar no jogo de clinche, usando joelhadas para tentar neutralizar Massara. Além disso, o polonês tem alguns bons contragolpes e uma boa esquerda, que se entrar pode complicar. Mas Massara, com suas boas combinações, mãos potentes, quedas ao estilo bate estaca e bom jiu jitsu, tem muito mais armas pra vencer. Massaranduba tem muita força física e quando consegue derrubar, torna a vida de seus adversários um tormento no chão.
Palpite: Massaranduba no katagatame no 1° round

Joseph Benavidez x Jussier Formiga (categoria dos moscas): Joseph Benavidez e Jussier Formiga se enfrentam no duelo que pode definir o próximo desafiante ao cinturão. Benavidez teve a chance de ser o primeiro campeão da categoria, mas foi derrotado pelo campeão Demetrius Johnson. Formiga tinha tudo pra ser o próximo desafiante, mas em sua estréia foi derrotado por John Dodson, se recuperando em Jaraguá em vitória sólida sobre Chris Cariaso. Benavidez tem grande movimentação, costuma golpear de vários ângulos e busca luta o tempo todo, mas sabe controlar seu oponente. Formiga vem melhorando na parte de pé, mas seu jogo mais forte é no chão, trabalhando as finalizações e controlando no ground and pound, mas Benavidez também tem um bom jogo de solo e boas guilhotinas, que podem complicar o brasileiro.
Palpite: Benavidez vai controlar a luta e levará por pontos.

Ronaldo “Jacaré” Souza x Yushin Okami (categoria dos médios): O mestre das finalizações e um dos melhores jiu jitsu do UFC, Ronaldo Jacaré, enfrenta o ex desafiante dos médios, o sempre casca grossa Yushin Okami. O japonês tem um estilo de neutralização interessante, baseado em bons contragolpes, clinches e controle no solo. Jacaré tem sem dúvida nenhuma seu jogo calcado no chão, seja por cima ou na guarda, e eu duvido muito que Okami queira trabalhar no chão com o brasileiro. Em pé, o capixaba vem evoluindo, mas seu jogo ainda não foi exigido a ponto de poder se dizer que esta sólido e Okami pode tentar controlar a distância com chutes baixos, entradas rápidas e trabalho de pernas. Jacaré tem as mão pesadas e deve usar diretos para encurtar e colocar a luta no chão, onde Okami sabe se defender, mas terá dificuldades em se criar contra o jiu jitsu fino do brasileiro. Uma boa estratégia é colocar pressão em Okami o tempo todo, pois o japonês costuma ter problemas quando anda pra trás.
Palpite: Jacaré não terá vida fácil, mas nesse momento vem voando. Finalização do brasileiro no 3° round.

Glover Teixeira x Ryan Bader (categoria dos meio pesados): O brasileiro Glover Teixeira vem numa ascensão meteórica na categoria e o chefão Dana White já avisou: Se vencer bem Bader, disputará o cinturão. Bader, vencedor do TUF 8, vem de cartel irregular e pensa nessa luta como uma excelente oportunidade de se firmar e começar uma arrancada. Bader tem um boxe satisfatório, com destaque para uma boa direita, e um wrestling muito bom, que será sua arma para tentar controlar o brasileiro. Já Glover vem empolgando a todos com seu auto intitulado “Mike Tyson style”. Dono de uma mão pesada, Glover é um striker nato, que sente o cheiro de sangue na vitima e não para de bater quando encaixa o primeiro golpe. Também tem um wrestling de alto nível (talvez o melhor entre os brasileiros no UFC), defende bem quedas e poe pra baixo com facilidade, onde controla no ground and pound e finaliza com facilidade. O brasileiro esta na ponta dos cascos e é hoje um série nome na corrida pelo cinturão.
Palpite: Glover só não pode entrar confiante demais, pois Bader é duro. Mas confio no brasileiro, com um nocaute no 2° round.