Por: João Marcos | 6 anos atrás

Vi hoje cedo na versão impressa d’O Correio do Povo, fui resgatar lá no site deles a notícia:

Jaraguá do Sul é a vice-campeã catarinense em infrações por dirigir embriagado. Mesmo com o agravamento da lei e campanhas de conscientização, as estatísticas confirmam número crescente de flagrantes da presença de álcool no sangue de motoristas, a alcoolemia.
Com 2,5 mil casos registrados, Jaraguá do Sul responde por 5% das mais de 44 mil infrações estaduais registradas entre 2007 e 2011 – de acordo com levantamento da Secretaria do Estado da Segurança Pública. “A preocupação é que mesmo com os constantes acidentes, inclusive com mortes na nossa região, ainda existe a necessidade de despertar uma mudança de cultura na população”, declara Aires Piloneto, capitão da Polícia Militar.

Segundo ele, depois que a Lei Seca entrou em vigor, em 2008, houve uma diminuição das ocorrências, mas em seguida a tendência foi de crescimento em Jaraguá do Sul. Em 2009, foram constatados que 125 dos 3,4 mil acidentes tiveram como causa provável a embriaguez. Em 2011, este número subiu para 156, enquanto foram 3,9 mil acidentes no município.

Mesmo com o anúncio de que a cidade tem o segundo maior número de infrações, ficando atrás somente de Blumenau, em comparação com anos anteriores, os flagrantes de dirigir sob influência do álcool diminuíram. Em 2009 foram 557 infrações, 419 em 2010 e caiu para 318 em 2011. Até maio, este ano já foram autuados 155 condutores por esta razão.

Nos últimos cinco anos, Guaramirim, com pouco mais de 35 mil habitantes, apresentou 695 infrações de trânsito ligadas ao álcool. “Provavelmente, o que conseguimos constatar é apenas 10% dos casos que realmente circulam na cidade”, afirma o tenente Márcio Alberto Filipi. Ele conta que de janeiro a maio desse ano, 28 condutores foram autuados, mas apenas seis deles aceitaram fazer o teste do bafômetro.