Por: Ariston Sal Junior | 4 anos atrás
Foto: Lúcio Sassi

Foto: Lúcio Sassi

O segundo jogo do Brasil na Copa do Mundo 2014 foi sofrido para o torcedor que viu a Seleção empatar com o México, na tarde de ontem. Mas mesmo não podendo gritar “gol”, a torcida jaraguaense fez barulho e não tirou os olhos do gramado. A vibração a cada defesa do goleiro Júlio César ou ameaça de gol no campo adversário durou até o último minuto.

Não foi só em casa que o jaraguaense torceu pela seleção verde e amarelo. Quem quis assistir ao jogo com uma torcida maior em volta escolheu um dos diversos estabelecimentos comerciais, bares ou restaurantes que disponibilizaram o espaço para o público acompanhar os jogos.

A diretora de escola aposentada, Jacira Rozza Buzzarello, 51, escolheu ir com a família ao Bar do Oca para torcer pelo Brasil. Ela conta que fica muito feliz em épocas de Mundial, porque gosta de reunir a família para comemorar. “Gosto da Copa como um todo, mas a melhor parte é no momento do Hino Nacional. É lindo ver todos cantando a letra com amor.” A mesa das mulheres era a mais animada do local e Jacira estava acompanhada da filha Ana Carolina Buzzarello, 16, da cunhada Ana Maria Rozza, 52, e da mãe Agnes Rozza, 73 anos. (Foto: Lúcio Sassi)

A diretora de escola aposentada, Jacira Rozza Buzzarello, 51, escolheu ir com a família ao Bar do Oca para torcer pelo Brasil. Ela conta que fica muito feliz em épocas de Mundial, porque gosta de reunir a família para comemorar. “Gosto da Copa como um todo, mas a melhor parte é no momento do Hino Nacional. É lindo ver todos cantando a letra com amor.” A mesa das mulheres era a mais animada do local e Jacira estava acompanhada da filha Ana Carolina Buzzarello, 16, da cunhada Ana Maria Rozza, 52, e da mãe Agnes Rozza, 73 anos. (Foto: Lúcio Sassi)

No shopping da cidade, o público se fez presente para acompanhar o jogo nos dois telões instalados na praça de alimentação. Dentre os grupos mais animados estava o dos amigos do promotor de vendas Vitor Gustavo Weiss, de 23 anos. “A melhor parte é reunir os amigos para este momento de torcida e descontração”, fala. Para ele a importância da torcida está em apoiar a Seleção neste momento. As amigas Letícia, 15, e Fernanda Deretti, 20, acompanharam os amigos Rafael Brodbek, 21, Marcos Kichel, 20, Michele de Lima, 19, e Vitor Gustavo Weiss acompanharam Weiss na animação. (Foto: Lúcio Sassi)

No shopping da cidade, o público se fez presente para acompanhar o jogo nos dois telões instalados na praça de alimentação. Dentre os grupos mais animados estava o dos amigos do promotor de vendas Vitor Gustavo Weiss, de 23 anos. “A melhor parte é reunir os amigos para este momento de torcida e descontração”, fala. Para ele a importância da torcida está em apoiar a Seleção neste momento. As amigas Letícia, 15, e Fernanda Deretti, 20, acompanharam os amigos Rafael Brodbek, 21, Marcos Kichel, 20, Michele de Lima, 19, e Vitor Gustavo Weiss acompanharam Weiss na animação. (Foto: Lúcio Sassi)

 

Via OCP