Por: Gabriela Bubniak | 2 anos atrás

São diversos os modelos, tamanhos, cores e estilos de fones de ouvido. Encontramos nas lojas os menores, os enormes que se destacam em qualquer lugar, os caros e os mais em conta. Mas será que você realmente sabe a diferença entre eles?

Conhecer as características e peculiaridades de cada um é fundamental para descobrir se o modelo desejado é capaz de atender as suas necessidades. Cada tipo de fone é pensado para um tipo específico de usuários. Os fabricantes tipificam e nomeiam seus fones de uma forma, mas, em geral, as opções do mercado brasileiro estão divididas em quatro tipos. Confere aí:

Auriculares
girl-killed-earbuds

São aqueles mais comuns, que normalmente acompanham os smartphones. Também chamado de earbuds, esse tipo de fone é indicado para quem precisa de um fone de ouvido pequeno, leve, portátil, mas não se acostuma com o fone dentro do canal auditivo. Um ponto fraco é que eles não costumam ser muito ergonômicos, mas possuem uma qualidade de áudio boa para a maioria dos usuários, apesar de não terem graves tão impactantes.

Um grande problema desse tipo de fone são os fios, que sempre enrolam e nos fazem perder preciosos minutos tentando desatar os vários nós. É raro encontrar fones de tipo earbud que sejam Bluetooth.

Intra-auricular

Também conhecidos por in-ear, os fones de ouvido intra-auriculares são aqueles que normalmente acompanham  uma borrachinha de silicone que se ajusta ao ouvido do usuário, encaixando o fone no canal auditivo. Além de serem portáteis, eles isolam melhor o som e possuem graves mais nítidos do que os auriculares. É o fone ideal para quem não quer escutar as conversas paralelas durante o trajeto para casa ou trabalho.

Nos fones do tipo earbud, como há muita interferência de sons externos, o usuário precisa aumentar o volume da música para ouvi-la direito e isso prejudica a audição à longo prazo. Já nos fones in-ear é possível colocar em um volume mais baixo e curtir a playlist sem interferência externa.  Seu design é bem peculiar, pois são mais pontudos nas pontas.

Supra-auricular
111746251SZ

Estes são os preferidos de quem escolhe o fone de ouvido também pelo design. Conhecido também por on-ear e over-ear, eles ficam em cima da orelha. Além de não ser um intruso do canal auditivo do usuário, proporcionando mais conforto, esse tipo de fone costuma ter uma resposta de baixa frequência melhor, com mais qualidade na reprodução de graves e potência. Menos portáteis que os auriculares e os intra, eles acabam sendo uma opção para quem não se importa de levar o fone no pescoço de vez em quando.

Circumaural
3496_1_20150409113125

A diferença de um circumaural para um supra-auricular é que o primeiro envolve a orelha do usuário como uma concha, e é também chamado de ear cover. É ideal para os usuários mais puristas, que escutam música em um ambiente de alta fidelidade, pois a maioria tem uma melhor reposta de frequência, com graves e agudos mais definidos.

Um dos seus contras é que esse tipo de fone costuma ser muito grande para carregar e esquenta as orelhas e a cabeça. Muitos fones deste tipo no mercado são feitos para pessoas que vivem em países frios, que não possuem temperaturas tão elevadas quanto o Brasil. São fones com feltro e couro que podem até ficar malcheirosos com o tempo.

Fontes: TechTudo e IG
Fotos: Divulgação