Por: Ricardo Daniel Treis | 6 anos atrás

Não é bem contra o ensino a batalha, e sim contra o modelo atual. A tecnologia evoluiu muito mais rápido do que a capacidade de adaptação do sistema. O que temos agora?

A autoridade do professor vem sendo desconstruída à medida que ele e os livros usados em aula deixam de ser a única fonte de conhecimento para os alunos.(…) O fato é que cada aluno carrega no bolso um computador em contato com todo o conhecimento do mundo, enquanto o professor ensina. Se isso ainda não é regra, será em menos de dez anos. Não adianta proibir o uso de smartphones ou tablets em sala de aula. Tampouco bloquear o acesso deles a determinados sites ou certos tipos de conteúdo. Os alunos do futuro pularão sobre estas barreiras como os do passado faziam com muros e cercas para fugir da escola. No século digital há essa possibilidade: matar aulas presencialmente, usando aparelhos eletrônicos.

Ótima matéria publicada no Estadão, continue lendo.