Por: Gabriela Bubniak | 2 meses atrás

Começou a valer nesta segunda-feira (5), o reajuste dos preços dos Correios pelo serviço de despacho postal, pago por pessoas que recebem encomendas internacionais. O preço subiu de R$ 12 para R$ 15.

Os Correios destacam que o aumento reflete a alta de custos para a execução do serviço, que foi lançado em 2014 e, desde então, não sofreu nenhum reajuste de preços.

Em nota, a empresa diz que “concorre com empresas privadas e o cálculo do reajuste é baseado na variação dos custos, tendências do mercado e evolução do cenário comercial de livre concorrência”.

“O despacho postal é o valor pago pelos importadores em razão da prestação dos serviços de suporte postal e apoio administrativo às atividades de tratamento aduaneiro e tem o objetivo de cobrir os custos com o processo de recebimento dos objetos, inspeção de raio X, armazenagem, recolhimento dos impostos, comunicação com destinatário e remetente, além da devolução da encomenda quando o destinatário não realiza o pagamento dos tributos”, diz ainda a nota da empresa.

Quem paga essa taxa?

Segundo os Correios, desde 22 de janeiro de 2018, todas as encomendas internacionais cuja declaração de importação for registrada na plataforma eletrônica “Minhas Importações” estarão sujeitas à cobrança do serviço de despacho postal, independentemente de serem tributadas pela Receita Federal.

Essa plataforma foi lançada no final do ano passado, em parceria com a Receita Federal, com o objetivo de realizar fiscalizações de maneira automática.

Fonte: G1