Por: Ricardo Daniel Treis | 5 anos atrás

“Meu filho nasceu de novo. Ele estava praticamente morto, boiando, quando o tirei da água”. Assim o mecânico Giovani Jonas Moeller, de 41 anos, lembra da terrível cena presenciada por ele, ontem de manhã, na lagoa de peixes localizada nos fundos da casa onde a família mora, no bairro Vieiras, em Jaraguá do Sul.

Num ato de desespero, ele correu em direção da água para salvar o filho Júlio Cezar, de um ano e nove meses. O renascimento da criança veio dos pulmões do pai, como se fosse um sopro de vida. A ação rápida do Moeller em fazer respiração boca a boca deu nova vida ao menino.

Depois de tirar o filho caçula da água, Moeller precisou fazer três tentativas até ver uma reação. “Só na terceira vez que eu tentei a respiração, empurrando o ar com muita força, é que ele começou a se mexer e colocar a água para fora”, recorda.

A tranquilidade do pai herói só retornou depois que o menino voltou a respirar sozinho. Os socorristas do Corpo de Bombeiros foram chamados em seguida. O bombeiro voluntário, que participou da ocorrência, Charlan Mordhorst admite que o instinto de Moeller foi que salvou a criança. “Quando o socorro chegou, o pai já tinha prestado o primeiro atendimento, ele foi um herói mesmo”, lembrou.

Continue lendo, via O Correio do Povo.