Por: Gabriela Bubniak | 25/05/2016

A garrafa PET agora se tornou matéria-prima para o mundo da moda, e o Grupo Malwee, que é uma das principais empresas do segmento no país, tem os seus fios produzidos a partir desse material. Sabia dessa?

A prática foi inserida no processo produtivo em 2011 e, desde então, a companhia já transformou 20 milhões de PET em roupas da marca, quantidade que, se colocadas lado a lado, equivale a 6,8 mil quilômetros. 😯

Com apenas uma garrafa PET de 600 ml é possível fazer uma camiseta adulta e, com quatro, uma calça comprida. Cada peça confeccionada retira uma garrafa da natureza e representa um passo em prol do futuro mais sustentável. Para fortalecer ainda mais esse projeto, o Grupo Malwee desenvolveu parcerias com fornecedores envolvendo mais de 50 entidades, que recolhem e separam as garrafas por cores para sem trituradas e transformadas em fio.

Malwee

Dentro da fábrica, o processo produtivo é o mesmo e não gera custo adicional à empresa. A garrafa PET transformada em matéria-prima combinada ao fio de algodão ou algodão desfibrado equivale a uma peça nova tão confortável e bonita quanto a uma tradicional. Com textura, corte e caimento semelhantes, o detalhe está na consciência ambiental.

O compromisso com o meio ambiente e o consumo consciente faz parte da história da companhia que, em 2015, lançou o Plano 2020 e formalizou a gestão da empresa para a sustentabilidade em toda a cadeia de valor.

Fonte: Assessoria de Comunicação
Foto: Exit Comunicação Estratégica