Por: Ricardo Daniel Treis | 5 anos atrás

ae_outletSábado passad0, 15 de março foi o Dia Mundial do Consumidor, e em referência à data a equipe da A&E Outlet Chic nos contatou oferecendo um brinde para sortear entre os leitores. O prêmio em questão é um vale-compras da loja no valor de R$150,00, para ser usado no mês de março, para aquisição de qualquer peça das linhas masculina ou feminina.

Boa oportunidade para dar um up no guarda-roupas, no portfolio da A&E Outlet Chic estão as marcas Carina Duek, Thommy Hilfiger, Carlos Miele, Calvin Klein, Lenny Niemeyer, Ralph Lauren, Animale, Flor, Von Dutch, Osmoze, Baurotti, Cris Barros, Daniele Mabe, Maria Bonita, Flor, Armazém, Dutmy, Enzo Milano, Levi’s Acessórios. A lista não para ai, o Outlet tem muito mais a oferecer, e tudo a um preço imbatível.

Para concorrer ao prêmio é simples, basta acessar a página do sorteio no Facebook e clicar no botão “participar”. O resultado será divulgado na sexta-feira, dia 21 de março.

Abaixo está o link para a fanpage da loja, clique para passar a seguir e receber as últimas novidades:

A A&E Outlet Chic fica na rua Domingos Rodrigues da Nova, 462, próximo ao fim da rua (abaixo da Academia Impacto). O telefone para contato é o (47) 3275 3557.


Curiosidade: Origem do Dia Mundial do Consumidor
boneco_sacolasO Dia Mundial dos Direitos do Consumidor foi comemorado, pela primeira vez, em 15 de março de 1983. Essa data foi escolhida em razão do famoso discurso feito, em 15 de março de 1962, pelo então presidente dos EUA, John Kennedy. Em seu discurso, Kennedy salientou que todo consumidor tem direito, essencialmente, à segurança, à informação, à escolha e de ser ouvido. Isto provocou debates em vários países e estudos sobre a matéria, sendo, por isso, considerado um marco na defesa dos direitos dos consumidores. Então 23 anos depois, a Assembléia Geral das Nações Unidas (ONU) adotou os Direitos do Consumidor como Diretrizes das Nações Unidas dando assim, legitimidade e reconhecimento internacional para essa data.

No Brasil, o Código de Defesa do Consumidor (CDC) foi instituído em 11 de setembro de 1990, com a Lei nº 8.078, mas entrou em vigor apenas em 11 de março de 1991. A partir de então, o CDC disciplinou todas as relações de consumo, com dispositivos de ordem civil, processual civil, penal e de Direito Administrativo.

Um dos maiores avanços do CDC é o do reconhecimento da vulnerabilidade de todo o consumidor no mercado de consumo que em concurso com outros princípios, como da igualdade, liberdade, boa-fé objetiva, repressão eficiente dos abusos, visa atender as necessidades dos consumidores, o respeito à sua dignidade, saúde e segurança, a proteção de seus interesses econômicos, a melhoria de sua qualidade de vida, bem como a transparência e harmonia das relações de consumo.

O que faz do Código de Defesa do Consumidor uma das leis mais avançadas do mundo não é o fato dele nascer de um processo de elaboração legislativa de iniciativa do Governo Federal ou do Congresso Nacional e sim da pressão da sociedade, representada no movimento consumerista, pressionando, discutindo, exigindo, tornando-se presente. Por isso, mais importante que a lei é o movimento de defesa do consumidor.