Por: Ricardo Daniel Treis | 8 anos atrás

(…)É muito fácil confundir o que está sendo escrito por alguém do outro lado da tela. Sutilezas podem passar despercebidas se vierem escritas exatamente como se fala. Um simples emoticon – aquela carinha feita com dois pontos e um parêntese, por exemplo – já agiliza bastante o lado de quem lê.

Lendo esse trecho do texto do Alexandre Matias sobre como se rí na Internets não conseguí deixar de lembrar daqueles longos emails com propostas ou respostas a clientes, cuja redação sempre é tensa e cautelosa. “Será que o destinatário não vai pensar que estou sendo agressivo ou pejorativo nesse ponto aqui?” 

Demora um pouquinho, mas creio que, por necessidade, logo vamos ter os smiles autorizados para uso em correspondência comercial.

E isso pode parecer decadente aos mais formais, mas vai tornar a vida mais prática.
=]