Por: Sistema Por Acaso | 8 anos atrás

Se você precisasse descrever a cena noturna brasileira para um amigo estrangeiro, quais características você citaria como peculiares ao nosso estilo de festejar? O que faz com que as baladas do Brasil sejam inesquecíveis? Descobrir essa identidade é a proposta do novo projeto da Smirnoff, batizado de Nightlife Exchange Project.

A nova iniciativa da marca tem como objetivo fazer com que as pessoas tenham a oportunidade não só de construir a identidade da cena noturna brasileira como conhecer um pouco mais da cultura baladeira de outros países.

Para a empreitada, foram selecionados 14 países: EUA, Grã Bretanha, Argentina, Austrália, Brasil, Canadá, Alemanha, Índia, Irlanda, Líbano, Polônia, África do Sul, Tailândia e Venezuela. Cada país ganhará um container próprio com diversos elementos de sua vida noturna – separados em categorias como moda, música, drinks, decoração, comida e dança -, e no dia 27 de setembro a Smirnoff vai promover um intercâmbio para que cada país troque de noite com o outro. Enquanto os brasileiros vão poder conhecer uma balada completamente diferente, algum outro país estará experimentando o nosso estilo de festa.

A caracterização de cada país será feita por meio da participação dos internautas no perfil oficial do evento no Facebook. Quem der uma navegada por lá pode ver algumas das sugestões já registradas como típicas do estilo brasileiro – entre elas, posts como “maiores de 18 anos não curtem o estilo Restart” na seção de moda, “caipiroska de maracujá” na seção de drinks típicos, “rock, indie, eletrônica e psicodelias” na seção de música e “dogão da madrugada para depois da balada” na seção de comida. Também é possível sugerir coisas inteiramente novas.

A escolha final do estilo brasileiro de festejar será feita pelo VJ da MTV Leo Madeira, e será publicado no dia 22 de outubro.

Via Rraul