Por: Sistema Por Acaso | 3 anos atrás

celulares e tablets

Más notícias para todos nós: o governo federal está pensando em aumentar as alíquotas de PIS (Programa de Interação Social) e Cofins (Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social) que incidem sobre produtos importados, em outras palavras, smartphones e tablets importados ficarão ainda mais caros.

O governo federal espera com isso diminuir o déficit primário, que fechou em R$ 25,5 bilhões no terceiro trimestre, e ao invés de cortar gastos, a solução encontrada foi aumentar a taxação de cosméticos, combustíveis e importados, além de mudanças no abono salarial e seguro-desemprego. Mais uma vez estaremos pagando pela incapacidade de gerenciamento e mudanças dos nossos governantes.

Ainda não há informações sobre os novos valores fo PIS/Cofins, que agora são de 1,65% e 7,6%, respectivamente. Entretanto, todos os aparelhos com produção nacional e que se encaixam na Lei do Bem (produção nacional) são isentos da cobrança dessas taxas: smartphones até R$ 1.500,00, modens roteadores até R$ 150,00 e computadores até R$ 8.000,00. A única esperança agora é que cada vez mais empresas façam como a ASUS, e comecem a produzir localmente. Ou melhor ainda, que empresas nacionais invistam em tecnologia e fabriquem dispositivos de qualidade, como a Micromax, a Karbon ou mesmo a BLU, que são OEM pequenas mas que produzem aparelhos capazes de concorrentes com as gigantes.

Quanto será que o seu smartphone custará depois dessa?

Via Android Pit.