Por: Ricardo Daniel Treis | 6 anos atrás

Em junho a gente já havia passado a letra pra quem quisesse participar do grupo que pratica no Parque Malwee, agora foi o AN quem deu destaque para os praticantes do esporte aqui em Jaraguá. Segue a matéria:

Um esporte que está colocando muita gente na linha em Santa Catarina. O slackline, linha folgada – se traduzido ao pé da letra – ou corda bamba, em uma interpretação mais popular, é a nova mania entre os adeptos dos esportes radicais. A modalidade que, geralmente, é praticada em meio à natureza, tem adeptos em Jaraguá do Sul, Brusque, Blumenau, Penha, Florianópolis, Garopaba e Xaxim.

Em Jaraguá, o local para instalar as fitas não poderia ser mais apropriado: o Parque Malwee. Cerca de dez pessoas testam o equilíbrio, andando e fazendo manobras sobre uma fita de nylon (de cinco milímetros de espessura e 50 de largura) presa a um metro do chão em duas árvores.

O grupo de praticantes de Jaraguá é liderado por três profissionais de educação física: Fernando Matile, 32 anos, Édio Carlos Borba, 36, e Jonathan Lago, 26 anos. Fernando e Édio conheceram no slackline em 1998, no grupo de escalada Vertical Aventura. No entanto, praticava-se o exercício apenas como complemento a atividade de escalada. Em 2010, quando Jonathan entrou no grupo, começaram a praticar a modalidade trickline (manobras) em Jaraguá do Sul.

O próximo passo deles é trazer uma etapa do Campeonato Brasileiro para SC, em cidade a ser definida pela organização. Fernando explica que qualquer pessoa pode praticar o esporte.

— Mas é preciso superar os próprios limites —, indica. O professor dá dica aos iniciantes.

— Primeiro, tem que dominar o equilíbrio, o que demora de uma a três semanas. Depois, podem começar a sentar e fazer pequenas manobras com o apoio de um colchão. Daí em diante, é só aprimorar e treinar.


Olha o vídeo com o Piero e a Genielli, da equipe do jornal, ensaiando uma passeada na linha.

Tem interesse em praticar? O telefone para contato é (47) 9196-7453.