Por: | 9 anos atrás

Mais um post da série Sessão Nostalgia do Blogcitário.

O VT “1984” da Apple é um dos grandes símbolos de como tornar um minuto de comercial em algo histórico, brilhante e, acima de tudo, persuasivo.

Imagine a dura missão que a Chiat/Day, agência que hoje pertence à TBWA, tinha nas mãos: lançar um computador onde a IBM era soberana neste mercado. Para isso, convocaram ninguém menos que o diretor do futuro Robin Hood e do clássico Blade Runner, Ridley Scott.

Em 24 de Janeiro de 1984, a Apple Computers vai apresentar Macintosh. E vocês verão por que 1984 não vai ser como 1984. Esta locução foi ouvida apenas uma vez, com a veiculação no Super Bowl custando em torno de 500 mil dólares. O investimento total por este minuto inesquecível bateu mais de 1,5 milhão de verdinhas. Detalhe: o Macintosh não aparece nem por um segundo no roteiro. E mesmo assim foi um sucesso fantástico.

Resultado: Grand Prix no Festival de Cannes e várias paródias como a da campanha do Obama e a do Futurama, influenciando várias áreas da cultura pop dos EUA.