Por: Gabriela Bubniak | 02/03/2017

Quem aí que tem mãe grudada no WhatsApp (“ZapZap”?) acha que já viu de tudo, mas a cada dia que passa fica bem claro que isso está bem longe de ser verdade, não é? A tecnologia acessível e as interfaces amigáveis aproximaram os recursos da galera “joven” aos coroas, e eles estão se esbaldando com isso.

“Ponha um copo d’água sobre seu roteador”

Novidade para alguns aqui (ou melhor, todos no QG), o Ricardo relatou hoje do fato de sua mãe receber, diariamente, sermões compartilhados pelo padre que ela tem em sua lista de contatos.

“Todos os dias, pelas 9h, o padre Dejacir me manda o sermão do dia”, disse D. Sandra. O religioso autor das palavras de sabedoria é o padre Joãozinho, que começa a distribuí-las a partir de São Paulo. Recebemos uma cópia do material, e veja só: vem texto, áudio e também vídeo!  Este foi o conteúdo de hoje:

‪#minisermao (02/03/17) Administrar as perdas é um hábito dos vitoriosos; mantenha os pés no chão e os olhos fixos na meta. (Lc 9,22-25)

De acordo com o pároco da Igreja Matriz São Sebastião, Diomar Romaniv, esta é uma forma de integração e divulgação espontânea por parte das pessoas. “Muitas conhecem os minisermões do Padre Joãozinho, de São Paulo, por exemplo e compartilham entre si”, explica. Inclusive o próprio Padre Joãozinho é bem ativo no Facebook e divulga as mensagens do dia em sua página.

“Também acontece de muitos padres receberem esses sermões e, por conta própria, compartilham via WhatsApp. É como se fosse uma corrente do bem que acaba aproximando mais os fiéis da palavra de Deus”, acrescenta Romaniv.

Esse novo comportamento e conexão entre Igreja e fiéis é chamado pelos católicos de “novos areópagos”, que se tratam dos novos lugares/meios de evangelização. Os areópagos, antigamente, eram os lugares para fazer julgamentos (justiça) e também doutrinação.

A paróquia São Sebastião, por exemplo, não faz o uso do WhatsApp, mas conta com um aplicativo gratuito, disponível para download em dispositivos Android e iOS. No app é possível acompanhar o dia a dia da paróquia, ter acesso a informações como horários de missas, ver fotos, vídeos, publicações, notícias e artigos, redes sociais e mais.

unnamed

Será que os próximos areópagos serão missas em realidade virtual?

Essa é uma das provas de que a tecnologia está em todas as partes e grupos da sociedade. E você, quais os tipos de conteúdos que compartilha com sua família e amigos pelo “Whats”? 🙂