Por: Sistema Por Acaso | 3 semanas atrás

Recentemente, a atriz Bruna Linzmeyer, natural de Corupá, deu uma entrevista para a Revista Marie Claire assumindo o “rótulo” de mulher lésbica. Durante a matéria, Bruna declara que este posicionamento é importante para a luta contra a homofobia.

Confira trechos da entrevista da corupaense Bruna Linzmeyer:

Sempre que se refere a si mesma e à sua vida profissional, Bruna reafirma a consciência de seus privilégios.

“Sou branca de olhos azuis, conhecida, e posso escolher o que fazer como atriz, num país onde a maioria não pode simplesmente trabalhar”, diz.

Sobre o assédio no meio artístico: “Em comparação com o que rola por aí, está tranquilo”, diz. “Vai nas periferias das capitais ver como é a vida das mulheres. É treta!”

Em 2015, terminou uma relação de quatro anos com o ator Michel Melamed e engatou um namoro com a cineasta Kity Féo, o que a fez vítima de ataques homofóbicos.

“Nunca pensei em omitir. Seria contra tudo o que penso”, diz. Sofreu outras consequências. “Perdi trabalhos de publicidade, mas não me importo. Fiz uma escolha.”

Hoje, exibe orgulhosa o namoro com Priscila Visman e se define como “mulher lésbica”: “É um ato político. Aceito estar na caixinha, se isso é importante para a luta contra a homofobia”.

A entrevista completa pode ser conferida na edição impressa da revista que circula nas bancas.

Fonte: Marie Claire