Por: | 8 anos atrás

A unidade do SENAI em Jaraguá do Sul vai participar do projeto de Inclusão Digital `Computadores para Educar’, de reaproveitamento e destinação das máquinas para alunos financeiramente desfavorecidos. O projeto será realizado em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Regional (SDR) de Jaraguá do Sul.

Os alunos dos cursos de aprendizagem industrial em Suporte de Microcomputadores e Redes Locais vão ajudar a reformar os computadores usados, para que eles sejam doados a alunos da rede pública de ensino, seguindo critérios de desempenho escolar.

– Muitas vezes, são computadores que podem estar defasados para empresas, mas que ainda podem ser usados pelos anos para funções básicas, como escrever textos e acessar a internet – explica o professor do SENAI Edson Jung.

O projeto foi idealizado pelo professor da rede estadual Ronaldo Coser e será ampliado para a região do Vale do Itapocu por meio da parceria com o SENAI e SDR.

– Como professor da rede pública, reparei que muitos alunos não possuíam computadores, uma ferramenta assencial nos dias de hoje. E percebia que muitos computadores que eram descartados poderiam ser reaproveitados com alguns ajustes simples – conta Ronaldo, que agora vai se dedicar ao projeto – Com essa parceria com o SENAI, vamos conseguir reformar mais computadores e atender mais alunos – afirma.

Para o professor Edson Jung, os alunos do SENAI terão muito a ganhar com o projeto. Além praticar os conhecimentos adquiridos, os alunos também vão aprender sobre a importância de dar destinação correta ao lixo eletrônico, que possui metais pesados. Outro benefício é que os alunos da aprendizagem industrial que participarem do projeto podem se candidatar a receber uma das máquinas reformadas.

A participação dos alunos do SENAI vai agregar conhecimento técnico sobre montagem de computadores ao projeto, já que informática é uma das áreas de atuação do SENAI. Os computadores doados serão higienizados e, depois de reformados, submetidos a testes de qualidade. Todas as máquinas serão entregues com softwares livres instalados.

Segundo o professor do SENAI, a intenção é, no futuro, também oferecer aos beneficiados manutenção nas máquinas e cursos básicos de informática.

– Hoje, se a pessoa não tem acesso ao mundo digital já perde lugar no mercado de trabalho. E não basta apenas ter o computador, é preciso ter o domínio das ferramentas.