Por: Tita Pretti | 3 anos atrás

A Síndrome de Down não é uma doença que pode ser curada através de tratamentos ou intervenções cirúrgicas. A síndrome é uma alteração genética produzida pela presença de um cromossomo a mais no par 21, o que causa algumas alterações no desenvolvimento da criança.

Entretanto, as pessoas com Síndrome de Down têm muito mais em comum com o resto da população do que diferenças. Uma pessoa com SD pode alcançar um bom desenvolvimento de suas capacidades pessoais e avançará com crescentes níveis de realização e autonomia. Ela é capaz de sentir, amar, aprender, se divertir e trabalhar. Pode ler e escrever, deve ir à escola como qualquer outra criança e levar uma vida autônoma. Em resumo, ela pode e deve ocupar um lugar próprio e digno na sociedade.

g (2)

É exatamente para divulgar e esclarecer a respeito da síndrome que inicia hoje a 2ª Semana “Down um Abraço”, promovida pela APAE de Jaraguá do Sul, em alusão ao Dia Internacional da Síndrome de Down (21 de março).

A programação, que inicia hoje, visa desmistificar a visão comum em relação à deficiência, tendo como foco a interação social e a humanização na saúde para as pessoas com Síndrome de Down e suas famílias. A entidade espera que a campanha possa mostrar à sociedade que o processo de inclusão é mais que lançar o deficiente no contexto social, mas exige uma preparação da sociedade para conviver com a diferença de forma harmônica e ética, resultando na qualidade de vida.

Além disso, a ideia é mostrar que as pessoas com deficiência também têm direitos e deveres e são partes deste fazer social, seja na cultura, educação, religião, política, enfim atores de seu meio.

g

Logo mais, às 9h45, acontece na APAE a escolha do Garoto e Garota Down. A sede já está decorada para o desfile e receber o público em dois horários: hoje de manhã e às 15h45.

11038657_806247559422805_4566753120221138859_n

Na terça e na quarta-feira, acontecem duas atividades nos hospitais da cidade para capacitar os profissionais a conduzir o momento de dar a notícia aos pais sobre a síndrome do bebê no momento do nascimento. Na terça, o Hospital São José recebe a conversa e na quarta é a vez do Hospital e Maternidade Jaraguá. A organização da Semana “Down um Abraço” ressalta que é importante que a saúde pública e particular saiba como agir de forma ética e respeitosa neste primeiro contato com a família.

Na quinta-feira, a ACIJS sedia a palestra “Um olhar pela Família”, com a psicóloga Karla Garcia Luiz. Além da palestra, a noite também contará com a divulgação do resultado do concurso Garoto e Garota Down 2015, além de uma homenagem ao artista plástico Luciano Martins, que desenvolveu a arte do símbolo da campanha. O encontro inicia às 19h30 e é aberto ao público. Os ingressos podem ser retirados na APAE.

Na sexta-feira, acontecem diversas oficinas abertas ao público: “Sexualidade”, “Criando e estimulando”, “Inclusão escolar” e “Esportes para pessoas com deficiência /projeto paradesportivo”. Todas as oficinas tem inscrições abertas na sede da APAE e acontecem desde a manhã, finalizando a programação de tarde.

E encerrando a Semana “Down um Abraço”, o sábado promete ser especial. Justamente no Dia Internacional da Síndrome de Down acontece a “Caminha-Down” no Parque Malwee, a partir das 9h30. Lá, ocorrerá também a campanha “Down um Abraço Grátis”. Como a venda de camisetas da campanha já encerrou, a APAE solicita que os participantes da caminhada usem camisetas brancas.

Às 19h, uma missa em Ação de Graças na Igreja Matriz São Sebastião encerra a programação da 2ª Semana “Down um Abraço”.

Abrace também essa ideia, juntos construiremos uma sociedade mais justa para todos.

Confira a programação completa:

 

11043011_804501632930731_2533938242202800596_n