Por: Sistema Por Acaso | 13/02/2015

A Secretaria da Saúde de Jaraguá do Sul, em parceria com a Secretaria do Urbanismo, através do setor de Fiscalização de Posturas, começa a partir da semana que vem um trabalho intensivo de fiscalização em pontos estratégicos da cidade. Borracharias, ferros-velhos e lojas que têm depósitos de materiais de construção serão visitadas por fiscais para checar, autuar e interditar (no caso de já terem sido notificados) se estão cumprindo com a Lei estadual nº 15.243/2010, da Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina.

A lei obriga ferros-velhos, empresas de transporte de cargas, lojas de materiais de construção, borracharias, recauchutadoras e afins a adotarem medidas para evitar a existência de criadores para Aedes aegypti. As empresas que serão visitadas já receberam notificações e orientações da Vigilância Epidemiológica de Jaraguá do Sul.

unnamed (1)

O diretor de Vigilância em Saúde, Dalton Fischer, explica que a medida é tomada com base no número crescente de focos do mosquito em Santa Catarina e que tem por objetivo a prevenção da doença em Jaraguá do Sul. Desde o início do ano até agora, quatro casos foram considerados suspeitos de dengue no município, mas três já foram descartados. Uma mulher de 34 anos realizou exame nesta semana, com suspeita de dengue, já está bem, mas aguarda o res

Cinco focos do mosquito Aedes aegypti já foram encontrados no município.

 

ultado do Laboratório Central, o que deve ocorrer na semana que vem. O paciente recebe o tratamento mesmo antes do resultado do exame.