Por: Ricardo Daniel Treis | 7 anos atrás

A constante na vida do escritor Carlos Henrique Schroeder é ser sempre um iniciante. Ele já publicou quase uma dezena de livros e, agora, está entre os finalistas do prêmio Portugal Telecom de Literatura 2011. Mas, para ele, ser escritor é estar sempre começando. Por isso, encontrar seu nome na lista dos 50 selecionados pelo júri de um dos principais prêmios da língua portuguesa faz com que o catarinense pense, principalmente, no quanto ainda tem a aprender para tornar-se cada vez mais o escritor que quer ser.

Schroeder ficou sabendo que seu livro “As Certezas e as Palavras” (Editora da Casa, 2010) havia sido escolhido para concorrer à premiação na segunda-feira à tarde, quando comentários sobre a lista começaram a aparecer na página do Twitter. “Não fizeram nenhum aviso oficial aos selecionados, apenas divulgaram a lista com os nomes e um release geral”, conta o escritor, que celebra não só sua participação na lista mas também a escolha de outros nomes da nova geração de escritores.

Via AN, leia a matéria completa