Por: João Marcos | 2 anos atrás

A Secretaria da Saúde de Jaraguá do Sul promove de 15 a 31 de agosto a Campanha Nacional contra a Paralisia Infantil e Multivacinação. Pessoas responsáveis por crianças de seis meses a menores de cinco anos devem comparecer à unidade de saúde mais próxima para que os pequenos recebam a imunização contra o poliovírus e contra alguma outra doença, caso necessário.

Foto: Divulgação PMJS

Foto: Divulgação PMJS

Todos os postos de saúde com sala de vacina vão oferecer a imunização no período da campanha e as equipes vão aproveitar para conferir se a vacinação da criança está em dia. Por isso, é muito importante levar a carteirinha de vacinação da criança.

No Dia D, sábado, dia 15, os postos de saúde estarão abertos das 8 às 17 horas. A meta de Jaraguá do Sul é vacinar 9.270 crianças na faixa etária. A gerente de imunização da Saúde, Ana Cristina Machado Kneipp, explica que a campanha tem por objetivo manter o país livre do poliovírus, estabelecer proteção coletiva e prevenir para que nenhuma criança seja vítima da paralisia infantil. Também vai melhorar a cobertura vacinal das crianças que estão com alguma vacina atrasada.

Confira as informações sobre a vacinação nas outras cidades da região aqui.

Sobre a poliomielite

A poliomelite, ou paralisia infantil, é causada pelo poliovírus, que pode ser transmitido por meio do contato com fezes ou secreções expelidas pela boca. “A paralisia, normalmente dos membros inferiores, acontece quando o vírus atinge os nervos causando perda de força, atacando os neurônios motores, que controlam a musculatura envolvida”, explica a enfermeira Vanessa Vieira da Silva, gerente de imunização da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive).

As gotinhas

Post-Polio-Face-Patrociando

A vacina oral, mais conhecida como “as gotinhas”, contra a poliomielite é utilizada em campanhas com o objetivo de alcançar a erradicação mundial da pólio. É uma vacina segura que, na rotina, complementa o esquema iniciado com duas doses da vacina inativada contra a poliomielite. Atualmente, ocorre uma campanha ao ano com a vacina oral, bem aceita pela população. Ela oferece proteção contra os três poliovírus (1, 2 e 3) e sua eficácia é em torno de 90% a 95% após a conclusão do esquema.

Mais informações aqui.