Por: Ariston Sal Junior | 3 anos atrás

25-logo-tsa

 

Essa foi publicada na Mac Magazine. De acordo com a matéria da revista, seu smartphone, note ou tablet pode ser considerado uma “bomba” e periga você não embarcar com ele. Leia a matéria:

Passar pela segurança de aeroportos rumo aos Estados Unidos nunca é uma coisa agradável. Em muitos casos somos obrigados a tirar até mesmo os sapatos e passar por uma máquina de raio X que é literalmente um scanner corporal — sem contar, é claro, que objetos cortantes e/ou pontiagudos, frascos com mais de 100mL e muitas outras coisas estão completamente fora de cogitação.

A má notícia é que essa lista aumentou e agora inclui seu iPhone, caso ele esteja completamente descarregado.

Medidas de segurança avançadas em certos aeroportos no exterior

Na semana passada, Jeh Johnson (secretário de segurança interna) solicitou à TSA a implementação de medidas de segurança reforçadas em determinados aeroportos no exterior com voos diretos para os Estados Unidos.

Como o público que viaja sabe, todos os dispositivos eletrônicos são fiscalizados por agentes de segurança. Durante o exame de segurança, os agentes também podem pedir que os proprietários liguem alguns dispositivos, incluindo telefones celulares. Dispositivos sem bateria não serão permitidos a bordo da aeronave. O viajante também pode passar por uma triagem adicional.

A TSA continuará ajustando as medidas de segurança para garantir que viajantes tenham a garantia dos mais altos níveis de segurança da aviação realizadas de forma mais conveniente possível.

Quando for viajar, a partir de agora é imprescindível que você coloque também o recarregador do iPhone na mochila/bolsa/mala de mão. Do contrário, corre o risco de o seu aparelho ser classificado com uma possível bomba.

Eis o comunicado oficial da TSA