Por: Ricardo Daniel Treis | 6 anos atrás

Se você gosta de ouvir música em casa no volume que bem entende e defende esse direito, então nunca tenha filhos. Sério. Porque um recém-nascido tem sono leve. E vai fazer você dormir pouco. E cada minuto de descanso daquela criança vai ser a jóia mais preciosa que você já teve nas mãos. E então um dia inevitável vai chegar, o dia que alguém que não você vai ouvir música alta na vizinhança. Tenha certeza, esse dia vai chegar – se você exercia esse direito, porque mais ninguém o fará? Mas não, agora não pode. Isso vai estar errado. E então você, o cara que tem um berço novinho dentro de casa e toda razão do mundo no peito vai se dirigir à porta desse vizinho, vai bater nela com os punhos da verdade e então exigir “Ei, dá pra parar com o barulho, tenho um recém-nascido aqui!” Pense bem nesse momento que estará por vir. É nele que você vai assinalar dentro de sua existência o completo egoísta e autêntico babaca que é hoje, quando perturba deliberadamente a vida dos outros com seu carro, aparelho de som ou home theater.