Por: Gabrielle Figueiredo | 2 anos atrás

Economia, consciência ecológica e oportunidade de fazer novas amizades. Esses são alguns dos benefícios que Adriano Rodrigo Ferreira destaca da experiência de participar de uma carona solidária há quatro anos.

Adriano faz parte do Programa de Carona Solidária, implantado pela WEG há alguns anos. O principal objetivo é promover o compartilhamento de automóveis, para que o funcionário possa dividir o trajeto de casa ao trabalho com outras pessoas.

A empresa busca incentivar a diminuição de veículos nas ruas e nos próprios estacionamentos, já que dados revelaram que somente entre dezembro de 2011 e abril de 2012, o número de veículos de colaboradores nos estacionamentos da WEG teve um aumento de 18,2%. Em dezembro de 2011 eram 2.050 e em abril de 2012 já havia 2.423 automóveis, ou seja, um aumento de 373 veículos.

Então, em 2012 o programa iniciou uma nova fase, com o incentivo de vagas reservadas para os participantes. Nos Parques Fabris I, II e III, em Jaraguá do Sul e Guaramirim, são reservadas 10% das vagas dos estacionamentos para quem participa de grupos de carona.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

A ideia foi tão bem aceita que em 2013 o programa foi expandido para outras unidades da empresa em Santa Catarina, unidades de Itajaí e Blumenau, e em 2014 expandido para a unidade de Linhares, onde nesses locais a implantação acontece de forma gradativa, conforme o cadastramento de grupos.

Atualmente, 820 pessoas participam do programa nas unidades de Jaraguá do Sul, Itajaí, Blumenau e Linhares, com a formação de 243 grupos de caronas.

Veículos com 1 passageiro: desperdício de combustível e espaço

Veículos com 1 passageiro: desperdício de combustível e espaço

Adriano e mais três pessoas saem de Joinville no mesmo veículo, e no grupo deles, a cada três dias um vem com seu carro. “O dia que eu não estou dirigindo, posso aproveitar para dar uma cochilada”, conta Adriano. Todos trabalham em setores diferentes da empresa, o que estimulou uma amizade que eles não esperavam.

Além deste ponto positivo, Adriano acredita que chega também a economizar por mês cerca de R$900 entre gasolina e manutenção do carro.

“Isso sem contar que são três carros a menos no trânsito e no estacionamento. Se você tiver um pouquinho de consciência ecológica, também verá um estímulo a mais. Eu não penso mais em vir trabalhar sozinho de carro”, destaca.

Como uma possível desvantagem, ele aponta a questão dos horários, que precisam ser seguidos de acordo com todos os participantes. Porém, ele acha outras alternativas quando precisa estender seu horário de trabalho, conseguindo carona em grupos de WhatsApp, por exemplo.

Malwee também incentiva a carona solidária
Outra empresa jaraguaense que também incentiva os funcionários a pegarem carona é a Malwee. A campanha Carona Solidária teve início há dois meses na empresa e já tem a participação de 45 pessoas – são 11 carros a menos por dia circulando na hora do rush. Entre as vantagens, a empresa também reserva vaga de estacionamento específica aos participantes.

Confira abaixo o vídeo produzido para divulgar a iniciativa: