Por: Ricardo Daniel Treis | 8 anos atrás

Começa mais uma semana de trabalho, e no telefone aquela balela de sempre dos clientes pedindo chorinho. Cena familiar? Que tal então tentar o absurdo das negociadas por outro ponto de vista?