Por: André Marques | 28/08/2014

Quantos anos você tem? Independentemente da sua resposta, pode ficar feliz – ou não – por não estar 100% correto. Pesquisadores desenvolveram um algoritmo que examina a quantidade de padrão e acúmulo de química no DNA, permitindo dizer a ‘idade’ que as diversas partes que nosso corpo possuem. Por exemplo, se você é mulher, seu tecido mamário é três anos mais velho que o resto de você.

A idade de alguém é provavelmente a primeira coisa que perguntamos em uma grande parte das vezes, em seguida vem o nome e depois ‘o cachorrinho tem telefone’, né não? Primeiramente contamos a idade nos dedos, depois em momentos que podemos listar, quando passamos a dirigir ou votar e, talvez ainda mais importante (claro), quando podemos beber legalmente, confessem.

Com-Qual-Idade-Devemos-Iniciar-O-Uso-De-Cremes-Anti-Idade-9 (1)

A maioria de nós não se orgulha de ficar mais velho, mas acontece que o número de anos que somos ensinados a contar e ilustrar com momentos passados têm pouco, bem pouco em comum com a idade real do nosso corpo.

Só pra deixar claro, isso não é mais um daqueles “responda as perguntas e veja qual é a sua idade real”, esses aí são baseados apenas em desgastes no corpo com base em hobbies e hábitos. Acontece que a resposta da nossa idade real é bem mais complicada que isso, na verdade, existem diversas respostas diferentes, para processos que nosso corpo executa naturalmente.

4-1

A descoberta tem algumas aplicações em potencial, incluindo o aceleramento do estudo relacionado ao envelhecimento e demais doenças relacionadas à idade. Cientistas vão ser capazes de apontar se os problemas que uma pessoa sofre em conjunção com o envelhecimento impacta no corpo todo ou apenas em determinados elementos. Acredita-se que o método pode ser capaz de prever diversos tipos de câncer detectando células no corpo que estão envelhecimento em um ritmo acima do normal.

Via Knowledgenuts