Por: Sistema Por Acaso | 4 anos atrás

amy__tinitell_coral_2

Todos sabem o quanto crianças são agitadas. Às vezes, no meio de uma brincadeira em um parque, podem se perder e logo se desesperam — assim como seus pais. Com a intenção de resolver o problema e deixar que os pequenos se divirtam com mais liberdade, o sueco Mats Horn criou um dispositivo que permite localizar os filhos e contatá-los.

Batizado como Tinitell, o projeto se autointitula o “menor telefone móvel do mundo”. A ideia é que as crianças o utilizem no pulso, como um relógio. Ele é completamente baseado em comandos de voz e pode ser rastreado a partir de um aplicativo no smartphone dos pais, pelo qual eles têm a chance de ligar para a ferramenta e conversar com o filho.

Além de ser pequeno, foi projetado para uma operação básica. Não tem tela, apenas um botão para ativar as funções. Basta dizer “mãe” e ele liga para o número atribuído à palavra, gravada previamente. A bateria dura até uma semana inteira em standby.

E boa notícia: o Tinitell funciona em quase qualquer parte do mundo, inclusive no Brasil. Na busca por financiamento coletivo, a iniciativa ultrapassou sua meta de US$ 100 mil e, por isso, o produto já está à venda. As pulseiras estão disponíveis em quatro modelos de cores diferentes — cada custa US$ 129.

[youtube_sc url=”http://youtu.be/r1mW1S4ZJWc”]

Fonte.