Por: Ricardo Daniel Treis | 4 anos atrás

Matéria por Natália Trentini, para O Correio do Povo:

Movimentação-de-março.-Abre.

Mais uma vez, Jaraguá do Sul se mobiliza junto à frente nacional que pede pela saída da presidente Dilma Rousseff (PT). Essa é a principal reivindicação da manifestação marcada para acontecer neste domingo, dia 12, a às 15 horas, a partir da Praça Ângelo Piazera.

O evento “Fora Dilma Jaraguá do Sul”, criado nas redes sociais, confirma a presença de 1,9 mil pessoas, mas a estimativa é que mais de 20 mil compareçam. Na primeira edição, o registro online era de dez mil participantes, mas a estimativa da Polícia Militar apontou que 17 mil integraram o movimento.

De acordo com um dos organizadores da página, o estudante de administração David Willian Horongoso, outras 400 cidades devem se mobilizar e o intuito é fazer pressão política. “Colocando a massa na rua mostramos, de certa forma, que não vamos mais ficar no sofá e que não concordamos com as decisões do governo”, avalia. Para o estudante, a carga tributária é o que mais incomoda, principalmente pela alta no preço do combustível e energia. A luta contra corrupção é outra bandeira levantada pela manifestação. “Isoladamente há grupos que levam sua expressão mais individual, mas mantemos esses dois focos para unificar o movimento”, diz.

O grupo fará o mesmo trajeto da primeira movimentação, passando pela Av. Marechal Deodoro da Fonseca, Reinoldo Rau, Procópio Gomes de Oliveira, Epitácio Pessoa e Avenida Getúlio Vargas, retornando depois para a Praça.

A Polícia Militar fará o esquema de segurança já a partir das 14 horas. De acordo com o chefe de comunicação do 14° Batalhão, o tenente Ruy Florêncio Teixeira Júnior, serão 21 viaturas e aproximadamente 70 policiais atuando diretamente no esquema. “Esperamos uma manifestação pacífica como foi da primeira vez, sem nenhuma perturbação. Estaremos lá para garantir a segurança da população”, comentou.