Por: Ricardo Daniel Treis | 5 anos atrás

As cartas foram encontradas no quintal por 5 proprietários:

O caso parou na polícia, que numa situação desses não tem nem como registrar B.O.

Quem compartilhou a carta foi a Frada de Joinville, que anexou:

“Cachorros que latem demais realmente incomodam, mas nada justifica um comportamento covarde e insano como esse.

Se os seus cães estão latindo muito, veirifique porque isso está acontecendo. Cães que ficam presos, que nunca passeiam, mimados ou que não tem muito contato com humanos, são cães frustratos e podem latir em excesso.

Tente suprir a necessidade de seu cão com passeios diários, atenção e evite que ele fique latindo principalmente à noite.

Existem vários métodos para ensinar um cão a não latir por qualquer coisinha, mas é preciso tempo, paciência e disciplina.”

Confiram as dicas: Como ensinar seu cão a latir menos.


Complemento:
Como denunciar crimes de maus tratos e morte de animais

1) Certifique-se que a denúncia é verdadeira. Falsa denúncia também é crime.

2) Verifique se a situação se enquadra na lei de 98, de crimes ambientais. Caso o animal seja maltratado ou até mutilado, assim como morto, o caso é considerado crime.

3) Primeiro você pode conversar com quem cometeu os maus tratos. Caso não for possível ou se o ato estiver ocorrendo naquele momento, ligue para a Polícia Militar, no 190.

4) O denunciante também tem direito a registrar um boletim de ocorrência.

5) Se possível, registre o crime com fotografias ou vídeos.

6) Tenha em mãos o maior número possível de informações do agressor (somente se tiver certeza de quem é), como nome, profissão, endereço correto.

7) Quando a Polícia Militar for chamada ou ao ir até a delegacia de Polícia Civil registrar um boletim de ocorrência, se apresente com calma e educação. O policial está acostumado a lidar com crimes muito graves .

8 ) No caso do registro de um B.O., lembre-se que todo o procedimento pode levar horas na delegacia. Mas é o primeiro passo para a aplicação das leis depende da sociedade.

9) Se o seu animal foi vítima, você pode processar o infrator, para que ele passe ter maus antecedentes junto à Justiça.

10) Não tenha medo de denunciar. Você vai figurar apenas como testemunha do caso. Quem denuncia, na prática, é o Estado e o Ministério Público.

FONTE: Projeto Esperança Animal (PEA).