Por: Ariston Sal Junior | 4 anos atrás
Foto Eduardo Montecino/OCP

Foto Eduardo Montecino/OCP

Foi assinada ontem a extensão do projeto “Novos Caminhos”, resultado da parceria entre a Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC), Tribunal de Justiça (TJ/SC) e Associação dos Magistrados Catarinenses (AMC).

Jaraguá do Sul atenderá mais 11 municípios, abrangendo 35 jovens, com idade entre 14 e 18 anos. Só a cidade conta com 13 pessoas nesta faixa. Segundo a secretária de Assistência Social, Emanuela Wolff, a parceria institucionaliza uma prática que já é adotada pelas administrações municipais. “Temos adolescentes fazendo cursos e estágios, mas é complicado bater na porta das empresas. Agora existe um projeto, uma rede mediação que facilita muito”, declara.

A expectativa é que neste ano a ação atinja aproximadamente 200 pessoas, em cerca de 100 municípios. Joinville, Blumenau, Itajaí e Florianópolis já aderiram e Criciúma, São Miguel do Oeste, Lages e Chapecó devem inteirar a lista. Hoje, 460 jovens dessa faixa etária estão abrigados pelos 170 programas do Estado.

“Já é tão difícil encaminhar jovens com estrutura familiar, imagina quem não tem referências. Um programa dessa natureza possibilita perspectivas de vida para quem dependia exclusivamente de políticas públicas que nem sempre funcionavam”, avalia a juíza Candida Brugnoli.

Mais do que encaminhar para um curso, o projeto oferece apoio. Desde aconselhamento, capacitação social até testes de qualificação. Cada jovem é individualmente preparado para a profissionalização, de acordo com as aptidões e grau de escolaridade.

Segundo o vice-presidente regional da Fiesc, Célio Bayer, os assistentes sociais dos municípios alcançados por Jaraguá do Sul receberam capacitação especial. O objetivo é afinar todas as esferas que terão ligação com o projeto. “É um trabalho social de grande importância, um resgate concreto de pessoas e vulnerabilidade que passam a ter oportunidade de futuro”, destaca.

Via OCP