Por: Gabriela Bubniak | 2 anos atrás

O mundo da imaginação vai invadir Jaraguá do Sul nesta semana. Começa nesta terça-feira (12), o III Circuito de Contações de Histórias de Jaraguá do Sul. A programação vai até sábado (16) e estará cheia de espetáculos gratuitos para o público.

Idealizado pela artista Sandra Baron, o projeto foi um dos ganhadores do Prêmio Boas Práticas e Inovação em Bibliotecas Públicas, da Fundação Biblioteca Nacional, e visa o incentivo à leitura para toda a comunidade.

Nesta edição, o Circuito conta com mesas redondas, workshops, saraus de histórias e maratonas de contos.

Confira a programação e agende-se:

– Dia 12 de abril (terça-feira)
Abertura “As Histórias e seu papel no Incentivo à Leitura” – às 19h
Deborah Finocchiaro de Porto Alegre (RS)
Local: Salão de Pedra da Biblioteca Pública “Rui Barbosa”

“Sonhando Acordado” – às 9h e às 15h
Emiliano de Souza – Guabiruba (SC)
Sinopse: O espetáculo reúne histórias divertiras, da narração oral, que se desenvolvem em diferentes direções, conduzindo o ouvinte a refletir sobre os caminhos trilhados pelos personagens.
Faixa etária: Recomendado para todas as idades.
Local: Salão de Pedra da Biblioteca Pública “Rui Barbosa”

– Dia 13 de abril (quarta-feira) 
Encontro de contadores de histórias com Mesa Redonda – às 9h
“A contação de histórias como Linguagem Artística”
Local: Teatro do Sesc de Jaraguá do Sul (SC).

Workshop “O Narrador Cênico” com Deborah Finocchiaro – das 14h às 17h
público alvo: artistas, atores, contadores de histórias e interessados.
Local: Teatro do Sesc

Sarau de Histórias com mediação de Deborah Ficnocchiaro – às 18h30
Sinopse: Sarau é um evento cultural bastante comum no séc. XIX e começo do séc. XX, e vem sendo redescoberto por seu caráter de inovação, descontração e satisfação. A ideia é que as pessoas se encontrem para ouvir e/ou se manifestarem artisticamente, numa troca de histórias informal e aberta entre participantes e público.
Faixa etária: público em geral.
Local: Salão de Pedra da Biblioteca Pública “Rui Barbosa”

– Dia 14 de abril (quinta-feira) 
“Histórias de Malasartes – a Saga” – às 9h e às 15h
Cia Essaé – Joinville (SC)
Sinopse: Pedro Malasartes é um malandro fácil de ser encontrado na literatura mundial. Aqui no Brasil encontramos inúmeras histórias dessa figura que, por meio da sabedoria popular, engana todos aqueles que se acham os donos do mundo. Nas sete histórias desse espetáculo, veremos mais uma vez as artimanhas de Malasartes para sobreviver nesse mundo de espertezas e de jogos perversos.
Faixa etária: Recomendado para maiores de 7 anos.
Local: Salão de Pedra da Biblioteca Pública “Rui Barbosa”

Maratona de Contos – a partir das 18h30
Sinopse: Durante um período de 3 horas, narradores orais se revesam contando histórias de improviso para o público presente que pode chegar e sair a qualquer momento durante o evento.
Faixa etária: Livre.
Local: Salão de Pedra da Biblioteca Pública “Rui Barbosa”

– Dia 15 de abril (sexta-feira)
“Como Surgiram os Seres e as Coisas” – às 9h e às 15h
Bel Bandeira – Jaraguá do Sul (SC)
Sinopse: Como surgiram os continentes, os oceanos, os rios e as ilhas das Antilhas? Como um uma prova de amor pode deixar seu rastro na terra até hoje? Como um pequeno caranguejo pode ajudar uma velha ponta de rochedo a realizar o seu sonho? Quem conta é a vendedora de caranguejos. Cantante, brincante e andarilha, conhecedora das antigas histórias e que carrega em si todo o ritmo, alegria e paixão pela vida que só o povo latino tem.
Faixa etária: Recomendado para todas as idades.
Local: Salão de Pedra da Biblioteca Pública “Rui Barbosa”

– Dia 16 de abril (sábado)
“Ponto e Conto” – às 10h
Lieza Neves – Brusque (SC)
Sinopse: O espetáculo apresenta quatro contos da tradição oral mundial, costurados com linha e agulha, fazendo um jogo metafórico entre o universo da narração e as habilidades de costura. Como quem monta uma colcha de retalhos, a narradora recorta, costura, arremata, enfim, tece uma cena de tecido e linha formada pelos enredos apresentados e tantos outros, de histórias que brincam com o imaginário de crianças e adultos e levam sempre ao final, ao ponto.
Faixa etária: Recomendado para maiores de 6 anos.
(Local será informado em breve)

Foto: Divulgação