Por: Anderson Kreutzfeldt | 23/01/2014

576584_460712267351774_816027002_n

O Procon de Jaraguá do Sul orienta a população quanto à documentação necessária na hora de fazer uma reclamação contra algum serviço ou produto adquirido. Além dos documentos pessoais, como identidade e CPF, o consumidor deve ter em mãos a nota fiscal do produto e, no caso de assistência técnica, a ordem de serviço. Se houve tentativa de negociação que esteja registrada por e-mail, deve-se levar uma cópia impressa dos e-mails trocados com o fornecedor, bem como os números de protocolos caso tenham para anexar ao registro.

O diretor do Procon de Jaraguá do Sul, Luís Fernando Almeida, enfatiza que o consumidor deve procurar o Procon após tentar solucionar seu problema de forma amigável, e não buscar o órgão como primeira instância para a solução do problema. “É também importante ressaltar, no caso de contratos de compra e venda, que as pessoas os leiam atentamente antes de assinar. E que confiram se os dados encontrados no contrato estão corretos”, alerta Almeida. Entre os produtos e serviços campeões em reclamação em Jaraguá do Sul está a telefonia, defeito em produtos como celular, computador e televisão, e a cobertura de planos de saúde.

O Procon atende na Rua Donaldo Gehring, 175, Centro, anexo ao prédio do Centro de Profissionais Liberais (CPL). O horário de atendimento em janeiro será de segunda a sexta-feira, das 9 às 16 horas, sem fechar para o almoço. O fechamento das portas meia hora mais cedo neste mês acontecerá devido à grande demanda dos consumidores, para que não haja pessoas sem atendimento no último horário. O telefone é (47) 3275-3237 e o e-mail é procon@jaraguadosul.sc.gov.br.

Matéria: 
Clarissa Hammes Borba de Oliveira
Jornalista (SC-01973-JP)
Diretoria de Comunicação
Prefeitura de Jaraguá do Sul