Por: Ricardo Daniel Treis | 4 anos atrás

Agora sim, com quase dois minutos e meio de cenas, incluindo apresentação dos personagens:

[youtube_sc url=”http://www.youtube.com/watch?v=pTZ2Tp9yXyM” width=”640″ autohide=”1″]

A impressão não é outra senão de um filme infantilóide, mas isso até que não é problema. Afinal, às vezes tem noite de domingo onde a gente só quer desligar o cérebro por um tempo e devorar um balde de pipoca, certo? Só me pergunto até quando vão levar pra frente essas cenas/piadas (?) de “não mexa nas minhas coisas ou eu fico furioso”…

Segue a introdução do filme feita pelo Gustavo Giglio, no UoD:

Guardiões da Galáxia é a estranha aposta, ou o estranho primeiro grande risco, da Marvel Studios+Disney. O filme, cheio de gracinhas, apresentará ao grande público a equipe cósmica da editora (que nem é tão conhecida nos quadrinhos).

Formada por Groot, Rocket Raccoon (provavelmente o ponto alto do filme), Drax, Gamora e Senhor das Estrelas, a equipe tenta impedir crises intergalácticas antes que aconteçam. A equipe surgiu em 1969 na edição 18 da revista Marvel Super-Heroes, ganharam uma revista própria em 1990, que chegou a ter 62 edições.

O filme é sobre a união de um grupo de indivíduos que sempre agiram sozinhos e que precisam formar uma “família”. A preocupação de ser um filme baseado em personagens não muito conhecidos enchem os envolvidos de otimismo (e não o contrário). Sabem que todos os antecessores (a exemplo do Homem de Ferro) são um sucesso por serem boas histórias e que é isso que querem, e vão, apresentar, ideias e histórias verdadeiras. O diretor, James Gunn, deixou claro que a ponte entre os Guardiões e o Universo Marvel que conhecemos será estabelecida (como vimos ao final de Thor: The Dark World)

“É um filme de anti-heróis. São ladrões, rebeldes e assassinos, mas aprenderão lições poderosas”, conta a linda Zoë Saldana que vive Gamora.

A estreia está marcada para o primeiro dia do vindouro mês de agosto.
Curioso estou.