Por: | 9 anos atrás

A presidente da Câmara de Vereadores de Jaraguá do Sul, Natália Lúcia Petry, PSB, informa que vai tomar as medidas cabíveis no sentido de apurar as declarações feitas pelo secretário de Administração e de Finanças da Prefeitura de Jaraguá do Sul, Ivo Konell, que disse em entrevista a uma rádio local que a manifestação popular “Não à demolição”, realizada no sábado pela manhã, em defesa da manutenção do ginásio Arthur Müller, teria sido promovida com recursos da Câmara.

A vereadora e todos os vereadores que participaram da manifestação que culminou com um abraço ao ginásio esclarecem que o evento foi uma mobilização espontânea, em que não foram investidos recursos. O carro de som foi uma cortesia de um sindicato e os adesivos, em pequena quantidade, foram confeccionados por simpatizantes da causa, com recursos próprios, ao preço de R$ 1,50 a unidade, assim como algumas faixas. O próprio slogan “Não à Demolição” surgiu espontaneamente em um debate em uma sessão da Câmara sobre o assunto. “De forma alguma, a Câmara poderia despender de recursos públicos para uma mobilização do gênero. Como órgão fiscalizador que somos, temos responsabilidade na gerência dos recursos e agimos sempre com lisura e transparência. Não seria diferente neste momento”, destacou Natália. Por Rosana Ritta.